Argentina Buenos Aires Uruguai

Roteiro para Buenos Aires em 5 dias + cidades vizinhas

1 de Março de 2020

Está indo para Buenos Aires pela primeira vez e não sabe muito bem por onde começar? A Oficina de Inverno está aqui para ajudar! Preparamos um guia completo com tudo que você precisa saber sobre a viagem para a capital da Argentina. Aliás, acreditamos que você não vai sair desta leitura com dúvidas – mas se tiver alguma, fale conosco através da caixa de comentários ao final do post! Neste roteiro para Buenos Aires, você vai encontrar:

  • O roteiro de até 5 dias de viagem para Buenos Aires e cidades vizinhas;
  • Como chegar em Buenos Aires;
  • Informações sobre a imigração;
  • Ajuda para escolher qual moeda levar para a Argentina;
  • Dados úteis sobre serviços, como a lista de telefones úteis.

Entendemos que Buenos Aires oferece uma incrível diversidade de pontos turísticos maravilhosos! Por isso, selecionamos os locais de visitação para um tempo limitado na cidade. Desse modo, este roteiro tem por objetivo levar você a conhecer os principais pontos turísticos da capital argentina, aqueles que fazem a cidade ser o que é.

Além de Buenos Aires, encaixamos outras cidades próximas à capital argentina, para que você possa aproveitar mais do que o país tem a oferecer. Assim, primeiro você encontra o roteiro de viagem para até 5 dias na Argentina. A seguir, deixamos uma cidade bônus, caso queira conhecer algo a mais ou modificar o roteiro de um dos dias, além das informações importantes. Ademais, vale lembrar que os locais selecionados englobam os nomes mais tradicionais que você precisa conhecer. Vamos à leitura?


Roteiro para Buenos Aires e cidades vizinhas

Sendo Buenos Aires essa cidade cheia de coisas para conhecer, sabores para apreciar, bons vinhos e muita cultura em cada canto, separamos os três primeiros dias do roteiro exclusivamente para a capital argentina. Assim, deixamos abaixo sugestões de pontos para visitar na cidade abarcando os mais diversos tipos de passeios: cultura, gastronomia, compras e muita história.

Separamos o roteiro por locais próximos em cada dia, para facilitar a visitação. Faça o roteiro com calma, sobretudo em algum local que lhe interesse mais… aproveite por mais tempo! Afinal, há sempre a possibilidade de voltar e curtir mais a cidade, não é mesmo? Surpreendentemente, Buenos Aires sempre tem algo a mostrar pra quem a visita, a cada nova viagem!

1º dia em Buenos Aires: San Telmo e bairros próximos

No primeiro dia de viagem, selecionamos locais no bairro San Telmo e vizinhanças próximas. Conforme já mencionado, selecionamos aqueles pontos turísticos mais importantes, que você não pode deixar de conhecer.

1. Praça Dorrego

Praça Dorrego Roteiro de viagem para 5 dias na Argentina

Foto: Site Turismo Buenos Aires

O nosso roteiro começa por um dos pontos mais famosos da cidade, a Praça Dorrego. Se o primeiro dia da sua viagem for um domingo, vale a pena visitar as feiras que acontecem nesta praça.

2. Monumento Mafalda

Argentina - Monumento Mafalda

Foto: Site Turismo Buenos Aires

Não muito longe dali você vai encontrar o Monumento Mafalda, que certamente já viu no perfil de algum parente ou amigo que visitou Buenos Aires. A personagem famosa das tirinhas do cartunista argentino Quino ganhou uma escultura ao lado de Manolito e Susanita, outros personagens da história em quadrinhos.  Vale a pena passar pelo local, que fica na esquina das ruas Chile e Defensa, para visitar a Mafalda e fazer um registro ao lado dela.

O cartunista, aliás, viveu no bairro San Telmo, o que torna esse monumento ainda mais importante. Ele morava no número 371 da rua Chile, local onde a estátua da Mafalda, em tamanho natural, foi colocada.

3. Plaza de Mayo

Argentina - Praça de Maio

Foto: Site Turismo Buenos Aires

A Plaza de Mayo, ou Praça de Maio, fica na divisa entre Monserrat e San Nicolás e é uma das praças mais famosas da capital, localizada no Centro. É a praça mais antiga de Buenos Aires. O nome do local é uma homenagem à Revolução de 25 de maio de 1810, que foi o pontapé inicial para que a Argentina alcançasse a independência.

4. Casa Rosada

Casa Rosada em Buenos Aires

Sede do governo argentino, a Casa Rosada é um ponto marcante de Buenos Aires – Foto: IG Digital

Sede do governo argentino, a Casa Rosada fica localizada na Plaza de Mayo, no bairro de Monserrat. O prédio foi inaugurado 1879 e é um dos símbolos mais tradicionais da cidade, então não deixe de visitá-la!

5. Teatro Colón

Roteiro de viagem para 5 dias na Argentina no Teatro Colón

Na imagem, a Orquestra Acadêmica do Instituto Superior de Arte do Teatro Colón – Foto: Site Teatro Colón

O espaço é suntuoso, com uma arquitetura belíssima: o Teatro Colón é a principal casa de ópera de Buenos Aires. Com capacidade para ‎2.487 espectadores, o teatro atual foi inaugurado em 1908, em substituição a um prédio inaugurado anteriormente, em 1857. Não deixe de visitar o espaço e, se possível, assistir um dos espetáculos que acontecem ali. Você não vai se arrepender!

6. Palacio Barolo

Curiosidades sobre a Argentina - conheça Palacio Barolo

Foto: Sander Crombach/Unsplash

Para finalizar o primeiro dia de turismo em Buenos Aires, ainda no tópico “pontos turísticos históricos”, temos o Palacio Barolo. A construção do local mistura de diversos estilos arquitetônicos, homenageando a obra “A divina Comédia”, do escritor italiano Dante Alighieri. Desse modo, o Palácio está dividido de maneira geral em três partes, assim como a obra literária: inferno, purgatório e céu.

Aliás, outro fato interessante sobre o Palacio Barolo é que, quando foi construído, o prédio era não apenas o mais alto da cidade, como de toda América do Sul. O local possui 100 metros de altura – é até difícil capturar o tamanho total em uma fotografia tirada de muito perto!

Antes de chegar lá, faça uma pausa no famoso Café Tortoni, que fica no caminho entre a Casa Rosada e o Palacio Barolo. Este é o café mais antigo da cidade: são mais de 160 anos!


2º dia de viagem em Buenos Aires

O primeiro dia em Buenos Aires foi repleto de pontos turísticos importantes, não é mesmo? O segundo dia de passeios não é diferente: separamos locais famosos e bastante visitados.

1. Catedral Metropolitana

Roteiro de viagem para 5 dias na Argentina conheça Catedral metropolitana

Foto: Site Turismo Buenos Aires

Se você é católico(a) ou simplesmente gosta de visitar igrejas, a Catedral Metropolitana deve entrar no seu roteiro. Uma curiosidade interessante sobre o local é que o então cardeal Jorge Bergoglio, o papa Francisco, celebrou missas por mais de 20 anos. Enfim, após o argentino tornar-se padre, a Catedral tornou-se uma parte ainda mais importante de Buenos Aires.

2. Obelisco de Buenos Aires

Obelisco de Buenos Aires

A estrutura imponente do Obelisco de Buenos Aires – Foto: Turismo Buenos Aires

Distante apenas três ruas do Palácio Barolo – visitado no primeiro dia, lembra? -, está o famoso Obelisco de Buenos Aires, na Avenida 9 de Julho. Este é outro monumento histórico importante da capital. Com uma altura de 68 metros, o Obelisco foi inaugurado em 1936 e até hoje é um dos cartões postais da cidade. Aliás, vale ressaltar que foi construído com o intuito de comemorar o aniversário de 400 anos de Buenos Aires.

3. Teatro Gran Rex

Muito perto do Obelisco fica o Teatro Gran Rex, que você pode conhecer de forma rápida, dando um pulinho até lá. No entanto, assistir um espetáculo por lá é um programa e tanto! Por isso, caso tenha interesse, você pode buscar ingressos e espetáculos em cartaz aqui.

Construído em um estilo que mistura art decó e arquitetura moderna, o Teatro Gran Rex é um dos grandes nomes não só de Buenos Aires, mas de toda a Argentina. O local, inaugurado em 1937, já recebeu diversos artistas famosos, não só do país como também do exterior. O espaço na Av. Corrientes tem capacidade para 3.300 pessoas. A proximidade com o Obelisco não apenas é geográfica, como também o local foi projetado pelo mesmo arquiteto, Alberto Prebisch.

4. Centro Cultural Kirchner

Roteiro de viagem para 5 dias na Argentina Centro Cultural Kirchner

Foto: Site Turismo Buenos Aires

Outro ponto importante é o Centro Cultural Kirchner (CCK), o maior centro cultural da América Latina e o terceiro em todo o mundo, apesar de inaugurado há pouco tempo, em 2015. São 100.000 m² no espaço, que ocupa o prédio onde funcionou o antigo Palácio do Correio de Buenos Aires.

A obra, projetada pelo arquiteto Norbert Maillart e construído em 1928, possui oito andares e abriga sala de concertos, exposições e outras atividades artísticas, só para exemplificar. Além disso, o CCK conta com um terraço panorâmico, de onde é possível ver a cidade. Para que a experiência seja completa, não deixe de visitar a Sala Eva Perón.

5. Centro Cultural Borges

Centro Cultural Borges Roteiro de viagem para 5 dias na Argentina

Foto: Site Turismo Buenos Aires

Batizado em homenagem ao escritor Jorge Luis Borges, o Centro Cultural Borges fica dentro das Galerias Pacífico e é dedicado às artes. São 10.000 m² onde funcionam exposições, espetáculos, seminários, conferências, oficinas e eventos. O local conta ainda com um cinema e recebe mostras itinerantes.

6. Basílica do Santíssimo Sacramento

Para fechar o dia de turismo pelas ruas portenhas, vale a pena visitar a Basílica do Santíssimo Sacramento, que você pode conhecer em mais detalhes no vídeo abaixo:

Banner Argentina


3º dia em Buenos Aires: bairro da Recoleta e vizinhanças

Para o terceiro dia em Buenos Aires, separamos locais cuja visitação é mais demorada, na região do bairro da Recoleta e adjacências.

1. El Ateneo Grand Splendid

Buenos Aires: Livraria El Ateneo Gran Splendid

A livraria é mais que um ponto comercial, mas parte da vida e do turismo em Buenos Aires – Foto: Jeison Higuita/Unsplash

Para começar o segundo dia em Buenos Aires, começamos pela livraria El Ateneo Grand Splendid. O local é especialmente importante se você curte livros e passeios culturais. Em 2019, a revista National Geographic a elegeu como a livraria mais bonita do mundo, sendo que o local já havia recebido outras menções honrosas de veículos de comunicação, como o jornal britânico The Guardian.

A livraria foi construída dentro de um cinema e teatro, o Gran Splendid, cuja estrutura foi preservada. Além dos livros, o prédio é um show à parte: cúpula decorada com afrescos, varandas e decoração da época de sua inauguração, em 1919. Ali também você encontra um convidativo café (no palco), onde pode conversar ou aproveitar um bom livro selecionado em uma das estantes da livraria. O local conta com um setor exclusivo para os livros infantis (no subsolo, acesso via escada rolante) e no andar de cima você encontra as mostras e exposições que acontecem na livraria.

2. Cemitério da Recoleta

Vídeo produzido e divulgado pelo canal no YouTube Fernandanças

Agora um ponto turístico importante, mas que nem todo mundo gosta de encarar: o Cemitério da Recoleta. Relativamente próximo da livraria El Ateneo, no bairro da Recoleta (um dos mais nobres da cidade), o local se tornou famoso pelos mausoléus e túmulos de personalidades famosas que foram enterradas ali, bem como as estátuas presentes no lugar. Além do Cemitério, há os jardins que o cercam, onde os moradores da cidade aproveitam como área de lazer.

Construído em 1822 com projeto arquitetônico baseado no cemitério Père-Lachaise, em Paris, o Cemitério da Recoleta aos poucos foi se tornando o local escolhido pelas famílias mais abastadas como local para enterrar seus mortos. Entre os nomes conhecidos que foram enterrados ali está a ex-primeira dama argentina Evita Perón.

3. Museu Nacional de Belas Artes

Museu Nacional de Belas Artes Roteiro de viagem para 5 dias na Argentina

Foto: Site Turismo Buenos Aires

Continuando nossa visita por pontos turísticos importantes de Buenos, a próxima parada é o Museu Nacional de Belas Artes. É um dos principais museus da cidade e abriga grande parte do patrimônio nacional. Localizado na Av. del Libertador, o Museu Nacional de Belas Artes conta com obras de importantes artistas argentinos e internacionais.

Inclusive há obras dos brasileiros Tarsila do Amaral, Cândido Portinari e Sebastião Salgado expostas no local, além de nomes importantes como Vincent Van Gogh, Claude Monet, Pablo Picasso e Rembrandt. As galerias do museu são organizadas de acordo com o período artístico, que vai desde a arte antiga à arte contemporânea.

A entrada é gratuita e você pode ver o mapa do museu clicando aqui.

4. Floralis Generica

Floralis Generica Roteiro de viagem para 5 dias na Argentina

Foto: Site Turismo Buenos Aires

Perto dali, na Praça das Nações Unidas, fica a Floralis Generica, uma escultura de flor gigante feita de aço inoxidável e alumínio, que fica sobre um espelho d’água.

A “flor” é uma escultura de 20 metros de altura, feita em 2002 pelo arquiteto argentino Eduardo Catalano, como presente para a cidade de Buenos Aires, no bairro da Recoleta. Um dos pontos interessantes sobre a Floralis Generica é que ela é uma escultura em movimento controlada por um sistema hidráulico e células fotoelétricas. Isto quer dizer que as pétalas podem se abrir e fechar ao longo do dia.

5. Museu de Arte Latino-americana (MALBA)

MALBA Roteiro de viagem para 5 dias na Argentina

Foto: Site Turismo Buenos Aires

O MALBA é um dos mais famosos museus de arte da cidade. Ali estão guardadas a coleção de arte da Fundação Costantini, que possui cerca de 400 obras de grandes nomes da América Latina. Alguns deles são a mexicana Frida Kahlo e as brasileiras Tarsila do Amaral e Lygia Clark. Há ainda exposições temporárias, cinema e área de literatura, com cursos, seminários, palestras literárias e apresentações de livros.

6. Jardim Japonês

Jardim Japonês Roteiro de viagem para 5 dias na Argentina

Foto: Site Turismo Buenos Aires

Continuando o nosso roteiro, quase no final do dia, não deixe de visitar o Jardim Japonês. Criado pela comunidade japonesa de Buenos Aires em 1967, o belíssimo Jardim Japonês localizado no bairro de Palermo é outro importante ponto de visitação turística na cidade. É projetado ao estilo típico japonês, onde as árvores e flores se misturam a lagos (com muitos peixes coloridos) e pontes características. Você também pode aproveitar para fazer uma parada no restaurante ou na casa de chá que funciona no local.

7. Planetário Galileo Galilei

Planetario Galileu Galilei Roteiro de viagem para 5 dias na Argentina

Foto: Site Turismo Buenos Aires

Para fechar o terceiro dia de turismo pela capital argentina, visite o Planetário Galileo Galilei. Localizado dentro do Parque Três de Fevereiro, no bairro de Palermo, este planetário é o principal centro de divulgação astronômica da cidade. O prédio de cinco andares conta com uma sala de projeção semi-esférica com 360 poltronas reclináveis, uma cúpula de 20 metros de diâmetro, museu e uma coleção de meteoritos, entre outros.


4º dia de viagem na Argentina: bate e volta até Tigre

Para o quarto dia de viagem, um bate e volta até Tigre é a nossa primeira opção (você pode inverter a ordem com algum dos outros pontos mostrados mais à frente, caso prefira). A cidade fica a cerca de 1 hora de trem partindo de Buenos Aires (pegue o trem na estação de Retiro) e é uma excelente transição no clima da viagem. Você também pode optar por uma viagem um pouco mais longa, de ônibus, caso não seja um grande fã de viagens de barco.

Saindo da agitada e cosmopolita capital, Tigre oferece passeios mais tranquilos, que favorecem caminhadas e paradas com calma para conhecer bem cada espaço visitado. Além disso, a visitação é grande por vias fluviais. Há muitas embarcações que fazem passeios pelo Delta do Rio Tigre, o que também é muito interessante. Esta pode ser, inclusive, a sua primeira opção de passeio ao chegar na cidade. O ingresso para o passeio pode ser comprado na própria estação, ao desembarcar.

Vale ressaltar que, sejam quais forem as suas escolhas de passeio, ao final do dia, você está pronto para retornar a Buenos Aires e aproveitar a vida noturna da cidade. Abaixo, deixamos os principais passeios da cidade de Tigre para você conhecer durante o passeio. Em alguns locais você consegue conhecer facilmente andando. Em outros, você pode utilizar algum meio de transporte para facilitar a movimentação.

A estação Tigre fica “no meio do caminho” se você considerar o Paseo Victorica e o Museu de Arte Tigre como pontos de referência. Decidimos começar o roteiro pelo Museu e seguir pelos demais locais turísticos.

1. Paseo Victorica

Você pode começar o passeio pelo Paseo Victorica. Um local arborizado, que convida a caminhadas e contemplação da natureza. Ali, você pode avistar o rio, degustar a gastronomia local e observar os clubes de remo em ação. Além disso, há uma série de pontos turísticos históricos para visitar, como o Museu Naval.

 2. Museu de Arte Tigre

Outro ponto que não pode faltar no roteiro é o Museu de Arte Tigre, no Paseo Victorica, fundado em 2006. O Museu de Arte Tigre funciona em um prédio histórico da cidade, onde funcionava o Tigre Club. O local é patrimônio histórico nacional e municipal. Em resumo, o acervo do museu reúne obras de artistas argentinos, produzidas nos séculos XIX e XX. Desse modo, segundo a organização do local, a ideia é concentrar obras artísticas que representem a identidade cultural da Argentina.

3. Museu Naval de la Nación

Dentro do Paseo Victorica você vai encontrar o Museu Naval de la Nación, que existe sob dependência da Armada Argentina (a marinha do país). Fundado em 1892, ao longo de mais de uma século de história, a instituição funciona como um importante retrato da marinha argentina. A coleção deste Museu está dividida em seis salas, a saber: Sala Lebán, Independencia, González Lonzieme, Ratto, Sala Náutica Manuel Belgrano e Sala de Armas.

Além disso, o Museu Naval de la Nación conta ainda com o Parque de Artilharia e Aviação, a Praça Histórica do Paseo Victorica e uma biblioteca especializada.

4. Museo de la Reconquista

Ande mais um pouco e perto do Museu Naval de la Nación você poderá visitar o Museo de la Reconquista. Em um espaço menor, mas cheio de história, temos o Museu de la Reconquista. O espaço relembra importantes momentos históricos da Argentina, e faz referência à reconquista da Argentina após inúmeras ocupações.

5. Parque de la Costa e Trilenium Casino

Colocamos estes dois pontos em só tópico pois, além de serem bem próximos, são duas opções extras em nosso roteiro. Isso porque não são passeios imperdíveis – especialmente se você prefere outros tipos de programas -, mas valem a visita para quem gosta desse tipo de atração turística.

O Parque de la Costa reivindica o título de maior parque de diversões da Argentina e o Trilenium Casino, por sua vez, é outro local famoso da cidade, que conta atrações musicais, restaurante, entre outros.

6. Museu Casa Sarmiento

Museo Casa Sarmiento Roteiro de viagem para 5 dias na Argentina

Foto: Tigre Municipio/Flickr

Para fechar o dia de passeios por Tigre, visite o Museu Casa Sarmiento. Inaugurada como Museu em 1928, a Casa Sarmiento foi a residência do sétimo presidente da Argentina, Domingo Sarmiento, ainda no século XIX. O espaço é Monumento Histórico Nacional desde 1966 e, além de museu, também abriga uma biblioteca. Vista de fora, a Casa é bastante característica, por assemelhar-se a uma “caixa de vidro”.


5º dia de viagem: fechando o roteiro em San Isidro

Por fim, chegamos ao último dia de viagem! Para fechar o nosso roteiro de 5 dias na Argentina, outra cidade pertinho de Buenos Aires que você pode optar é São Isidro. O local fica a apenas 20 quilômetros da capital e faz parte da mesma província.

É uma cidade que muitos portenhos gostam de visitar, por conta da proximidade com a capital. Há também aqueles que resolvem ter uma segunda casa na cidade para passear aos fins de semana e férias. Existem, ainda, aqueles que se mudam mesmo para o local, indo a Buenos Aires apenas para trabalhar ou estudar. É uma cidade tranquila e charmosa, vale a pena visitar! Abaixo, deixamos um roteiro com os principais pontos turísticos de San Isidro para guiar seu passeio:

1. Plaza 9 de Julio

Para começar o dia na cidade, uma visita à Plaza 9 de Julio. O espaço é bastante utilizado pelos moradores da cidade para atividades ao ar livre e conta com muita coisa bacana para ser vista. Sem dúvidas, é um bom local para passear com tranquilidade, sem pressa.

2. Villa Ocampo

Mantida pela Unesco por doação de sua ex-proprietária em 1973, a escritora argentina Victoria Ocampo, a Villa Ocampo é um local que concentra muita história e cultura. A residência foi frequentada por muitos nomes relevantes das artes, o que torna o espaço ainda mais importante.

O tour por esse belíssimo casarão em San Isidro é feito de forma guiada, mas não obrigatório – caso queira, você pode apenas visitar o restaurante, avisando na entrada. A decoração original é mantida, bem como os pertences de Victoria Ocampo e a biblioteca do local. Além disso, o jardim imenso e muito bem conservado é um capítulo à parte. Para arrematar tudo isso, só tomando um bom chá comprado ali mesmo no restaurante que funciona no local, o Villa Ocampo Bistró.

3. Museu Pueyrredon

Muito perto da Catedral e da Quinta Los Ombués (abaixo) fica outro ponto turístico importante, o Museu Pueyrredon. É outro caso de residência que virou museu, com belos jardins no entorno. Não deixe de visitar!

4. Quinta Los Ombués

Praticamente colada com a Catedral você vai encontrar a Quinta Los Ombués, uma bela casa que virou museu na cidade de San Isidro. Por fora, a vista é de uma casa de interior, mas a parte interna reserva uma bonita arquitetura ao estilo espanhol, com uma espécie de pátio no centro.

Dizem inclusive que a antiga proprietária da casa, Mariquita Sánchez de Thompson, interpretou o Hino Nacional da Argentina pela primeira vez. Pelos objetos que guarda, a construção em si e a história de sua ex-proprietária, a Quinta é um ponto de visitação imperdível!

5. Catedral de San Isidro

Em frente à Plaza Mitre, local bem conhecido da cidade, temos a Catedral de San Isidro, na Av. Del Libertador. O local, muito merecidamente, é um dos cartões postais da cidade e bastante simbólica para o seu povo. O templo recebe visitas todos os dias das 8 às 20h, com exceção dos horários em que as missas são celebradas.

O início da história da Catedral de San Isidro remonta ainda ao século XVIII. No entanto, o templo atual foi inaugurado em 1906, após 8 anos desde a primeira missa no local, em 1898. Caso queira, você pode fazer uma visita virtual à Catedral aqui.

6. Passeios pela zona gastronômica da cidade

Para fechar o dia de turismo pela cidade de San Isidro, a parte gastronômica não poderia ficar de fora. A região da Av. Dardo Rocha e El Bajo concentra uma zona gastronômica relevante da cidade.

Banner Checklist de Viagem Oficina de Inverno


Roteiro bônus: bate e volta até Colonia del Sacramento, no Uruguai

Além do nosso roteiro de até 5 dias de viagem para Buenos Aires e cidades vizinhas, deixamos como bônus uma opção que é bastante comum para quem visita a cidade: um bate e volta até Colonia del Sacramento, no Uruguai. Fazer essa viagem não é muito difícil e se você estiver disposto, esta é uma excelente opção para substituir um dos dias de viagem no roteiro inicial.

Colonia del Sacramento

Pontos turísticos no Uruguai

Se visitar a Argentina não é suficiente para você, Mamute viajante e aventureiro, que tal dar um pulinho no Uruguai? Localizada às margens do rio Prata, a cidade Colonia del Sacramento fica perto de Buenos Aires (apenas uma hora de distância, de barco pelo rio Prata) e você pode fazer um bate e volta de um dia a partir da capital argentina.

Essa viagem é bastante comum tanto para argentinos como para turistas que estão na cidade. O legal de visitar Colonia é se deixar “perder” pelas ruas da cidade. Assim, caminhe sem rumo e conheça cada cantinho da cidade. Um dos principais pontos turísticos da cidade é a Calle de Los Suspiros, impossível não visitar! Outros locais que vale a pena ressaltar: Puerta de Campo, Plaza de Armas, Bastión del Carmen, Av. General Flores, Faro de Colonia, Basílica del Santíssimo Sacramento, Puerto de Yates e, claro, os museus da cidade.

Outro ponto convidativo para fazer essa viagem é que não há toda aquela burocracia para passar de um país para o outro. Como Brasil e Uruguai fazem parte do Mercosul, não há exigência de passaporte ou visto de entrada. Você precisa apenas da carteira de identidade para entrar no país – esperamos que esteja com ela em mãos! Em Colonia, você vai encontrar um clima tranquilo de cidade pequena, com história para conhecer. Falamos sobre a cidade anteriormente no post “Roteiro de viagem: 5 pontos turísticos no Uruguai + bônus!”, vale a pena ler!


Bônus: quais são as principais características da Argentina?

Para ajudar você a conhecer melhor a Argentina, suas características, o clima e os principais destinos para quem quer viver uma experiência única durante o inverno, preparamos um infográfico com todas essas informações.

Além disso, separamos sugestões de outros posts da Oficina de Inverno que irão complementar sua visão e entendimento sobre o país, cultura e tradições. Portanto, não deixe de conferir o material abaixo:

Infográfico com informações gerais sobre a Argentina

 


Veja como funciona a imigração na Argentina

Chegando em Buenos Aires, ao passar pela imigração, o procedimento não muda muito – você vai observar isso se esta não for a sua primeira viagem ao país. Em resumo, as perguntas englobam o motivo da viagem, período de permanência no país e local de hospedagem. Ademais, serão solicitados documentos e comprovantes, como o de hospedagem.

O Itamaraty recomenda que o viajante leve consigo informações de contato dos Consulados do Brasil em Buenos Aires, Córdoba, Mendoza, Paso de los Libres e Puerto Iguazú. Você pode recorrer a esses órgãos caso precise de alguma ajuda enquanto estiver no país, em casos de maior complexidade. No entanto, em casos mais simples, a melhor opção é entrar em contato com sua família, amigos, companhia aérea, agente de viagem, operador de turismo, empregador ou seguro de viagem, recomenda o Itamaraty.

Documentos para a imigração

Portugal no Inverno: imigração

Foto: Uol

  • Entrada permitida com carteira de identidade. Este é o único documento de identificação, fora o passaporte, que é permitido para entrar no país.
  • O passaporte deve ser válido no momento da entrada.
  • Deve haver uma página do passaporte em branco para carimbo de entrada.
  • Nenhuma vacina específica é necessária para entrada no país.
  • Não há restrições de moeda para entrar ou sair do país.
  • Dispensa de visto, por até 90 dias, para viagem de turismo ou negócios.

Os dados dos serviços de utilidade pública da Argentina são:      

  • Ambulâncias: 107
  • Bombeiros: 100
  • Defesa Civil (emergências): 103
  • Polícia Federal: 101/911
  • Aeroportos: 5480-6111
  • Buetur (assistência ao turista): 0800 999 283887
  • Auxílio à lista: 110
  • Hora certa: 113

Como chegar: veja opções de voos para Buenos Aires

O que você precisa saber antes de viajar para Nova York

Escolhemos Buenos Aires como o ponto de partida do nosso roteiro e, por isso, os voos que partem do Brasil para a capital argentina. O Brasil tem voos diretos para Buenos Aires partindo de diversas cidades. São elas: São Paulo, Fortaleza, Rio de Janeiro, Brasília, Florianópolis, Porto Alegre, Belo Horizonte, Natal, Recife e Salvador. São muitos voos todos os dias para a capital argentina. Realizam voos do Brasil para Buenos Aires: Aerolineas Argentinas, Gol, Latam, Turkish, Qatar, British Airways e Emirates.


Como escolher qual moeda levar para a Argentina?

Argentina - pesos argentinos

Foto: Pixabay

Conforme aponta esta matéria divulgada pelo site de notícias G1, historicamente o argentino é desconfiado com relação à sua moeda. Se a situação brasileira não é das melhores quando se trata de economia, os argentinos também não estão em uma posição muito confortável. Assim, a população sofre com décadas de inflação, recessões e desvalorizações cíclicas do peso argentino. Como resultado, muitos preferem trocar os pesos por dólares e guardar em casa.

Para os brasileiros que pretendem visitar a Argentina, no entanto, este cenário acaba resultando em condições mais favoráveis para a viagem. Ou seja, a situação econômica enfraquecida no país acaba facilitando a viagem de quem pretende visitar a Argentina. Por isso, não deixe de conferir a situação do peso argentino em relação ao real e ao dólar no período de sua viagem para se planejar melhor!

Pontos a considerar na escolha: real, euro, dólar ou peso argentino?

Mas como saber qual moeda levar? Em entrevista ao site de notícias Uol, Mathias Fischer, fundador de uma plataforma de compra de moedas, explica que “de forma geral, é mais vantajoso levar uma moeda forte em espécie [cédulas], como dólar ou euro, e realizar duas operações de câmbio, uma no Brasil, para compra da moeda forte e outra no país de destino, para comprar a moeda local”.

No entanto, pode ser que levar reais para a Argentina e realizar o câmbio já estando no país seja uma situação mais favorável no momento da sua viagem. Assim, tudo irá depender da taxa de câmbio no momento que você escolher para viajar.

Por exemplo: em uma simulação a pedido do Uol, Fischer testou quatro diferentes opções. Veja abaixo:

1) Comprar pesos argentinos no Brasil;

2) Fazer uma carga de pesos argentinos em um cartão pré-pago;

3) Comprar dólares em espécie no Brasil e trocá-los por pesos na Argentina;

4) Levar reais e trocá-los por pesos na Argentina.

Contudo, o ideal é fazer uma simulação com as taxas do período da sua viagem, sabendo também que elas diferem para cada uma das quatro situações apresentadas acima. Além disso, o valor de cada moeda também oscila em uma base diária. Assim, você poderá visualizar a melhor opção para a sua viagem!

Agora que você já conhece tudo o que é preciso saber para viajar pra Argentina, não deixe de compartilhar este post com familiares ou amigos que estão indo para o país. Além disso, se tiver outras indicações a fazer sobre o roteiro, que valem a pena conhecer, não deixe de falar conosco! Você pode entrar em contato através da caixa de comentários abaixo ou pelo nosso perfil no Instagram (@oficinadeinverno).

Leave a Reply