Brasil Sul do Brasil

Gramado e Serra Gaúcha: roteiro de viagem para até 5 dias na região

31 de Janeiro de 2020
Serra Gaúcha

Muito se fala em Gramado, mas a Serra Gaúcha vai muito além disso. Essa região que recebe milhões de visitantes todos os anos é formada por cidades como Gramado, Canela, Caxias do Sul, Garibaldi, Farroupilha, Nova Petrópolis e Bento Gonçalves. Está planejando a sua viagem para um desses locais e está perdida(o) sobre o que fazer chegando lá? Então não deixe de acompanhar esse post com uma seleção especial da Oficina de Inverno. Os roteiros estão organizados para os viajantes que pretendem passar 5 dias na região, que é sinônimo de frio, belas paisagens, vinho de qualidade e boa gastronomia.

Neste roteiro pela Serra Gaúcha você vai encontrar:

  • roteiro de até 5 dias de viagem para a Serra Gaúcha;
  • Dicas para organizar o roteiro em menos dias, caso vá passar 2 ou 3 dias por lá, por exemplo;
  • Informações úteis sobre cada um dos pontos do nosso roteiro, como endereços, telefones e sites.

De modo geral, as pessoas associam a Serra Gaúcha com Gramado e Canela, as cidades mais famosas da área. No entanto, vale a pena conhecer outros municípios do entorno, especialmente quando pensamos que essas duas cidades nem são as mais frias da Serra Gaúcha. São José dos Ausentes e Bom Jesus são bem mais frias e a chance de ver neve é bem maior. A última nevasca na região aconteceu em 2013, mas de todo modo é uma área bastante fria.

Sobre a nossa seleção: optamos por trazer roteiros variados para diferentes gostos e tempo de viagem, assim você pode escolher o que considerar melhor. O importante é aproveitar! Vamos aos escolhidos?


Roteiro de 5 dias de viagem pela Serra Gaúcha

Então vamos ao nosso primeiro dia de viagem pela Serra Gaúcha? Começamos por Gramado e separamos dois dias para a cidade em nosso roteiro, que tem ainda outras cidades da região nos outros três dias.

Embora não esteja inserido no roteiro, o Pórtico de Gramado é um ponto turístico famoso, então não deixe de parar ao chegar na cidade (caso esteja de carro) para fazer o famoso registro em frente à entrada de Gramado. Caso tenha viajado de avião, não deixe de separar um tempinho para passar por lá.

1º dia em Gramado: o roteiro turístico básico na cidade

Para o viajante que passará menos dias na Serra Gaúcha, nós separamos uma seleção com os principais pontos turísticos para você conseguir conhecê-los em um dia ou dois. Aqui selecionamos os pontos turísticos na chamada Região das Hortênsias, que engloba Gramado, Canela e Nova Petrópolis. Você pode escolher visitar todos os locais ou ater-se a apenas uma das cidades, o que seria uma pena.

Gramado e Canela, por exemplo, podem ser visitadas no mesmo dia, devido à proximidade, mas o roteiro fica um tanto corrido caso precise ou prefira assim. Nesse primeiro dia, alguns locais são ideais para bater pernas – em especial ao longo da Av. Borges de Medeiros -, então aproveite para ver outros locais no caminho entre um ponto e outro.

1. Largo da Borges

Vídeo produzido e divulgado pelo canal Gramado em Vídeos, no YouTube

Para começar o nosso roteiro em Gramado, organizamos a lista de modo que você consiga seguir facilmente pela Av. Borges de Medeiros, a rua principal da cidade. O ideal é visitá-la a pé, para conhecer cada cantinho com calma e aproveitar para parar naqueles que mais te interessam. Assim, reunimos os locais principais da cidade para o roteiro turístico básico em Gramado.

Assim, o primeiro ponto é o Largo da Borges – primeiro não por questão de maior importância, mas por logística do deslocamento. Entretanto, o local é, de fato, um dos símbolos de Gramado. O espaço é uma espécie de centro comercial que conta com locais para compras de artigos diversos e restaurantes. É uma boa tanto para começar o roteiro como para uma parada após visitar outros locais da lista.

Endereço: Av. Borges de Medeiros, 2727 – Centro, Gramado – RS, 95670-000
Telefone: (54) 98438-0049

2. Palácio dos Festivais

O Palácio dos Festivais, famoso por sediar o Festival de Cinema de Gramado, é outro ponto turístico de visita obrigatória. Durante este período, a cidade fica repleta de celebridades famosas que vão à cidade para prestigiar o evento. O bom é que também fica na Av. Borges de Medeiros, pertinho do Largo da Borges, facilitando a locomoção para outros locais. Em frente ao Palácio, fica outro importante ponto da cidade que é a Rua Coberta, vale a pena dar uma passadinha também por lá. Há locais para compras e cafés por ali também.

Endereço: Av. Borges de Medeiros, 2697 – Centro, Gramado – RS, 95670-000
Telefone: (54) 3286-1058

3. Igreja Matriz São Pedro

Vídeo produzido e divulgado pelo canal Drone Fluence, no YouTube

Ainda na Av. Borges de Medeiros o nosso terceiro ponto da lista: a Igreja São Pedro. A construção fica no coração da cidade e é um dos pontos que mais chamam a atenção dos turistas, que costumam passar por ali e visita-la. O local é muito bonito e bem arborizado, sendo excelente ponto para as fotos de recordação da viagem.

Endereço: Av. Borges de Medeiros, 2659 – Centro, Gramado – RS, 95670-000
Telefone: (54) 3286-1187

4. Rua Torta

Serra Gaúcha

Foto: Cleiton Thiele/Portal Gramado

Siga caminhando pela Borges de Madeira, no sentido oposto à entrada da cidade e você logo chegará à Rua Torta (que fica de esquina com a avenida principal), outro local clássico na cidade. A Rua Emílio Sorgetz, conhecida popularmente como Rua Torta, tem no apelido uma razão de ser: o local curvilíneo e íngreme é bem arborizado e bastante visitado por turistas que chegam a Gramado. Não deixe de fazer uma parada para conhecer e tirar uma foto!

Endereço: Rua Emílio Sorgetz, 120 – Planalto, Gramado – RS, 95670-000

5. Praça das Etnias

Retorne à Av. Borges de Medeiros após tirar as suas fotos e continue caminhando no sentido oposto ao Pórtico de Entrada e você chegará ao quinto ponto da nossa lista. Na Praça das Etnias, você encontra uma série de atrativos, como a Casa do Colono (que falamos neste post), jardins, feira orgânica, feira de artesanato e as casas alemã, italiana e portuguesa. Um passeio em conta e cheio de cultura! Aproveite para visitar  o próximo ponto da lista: a Casa do Colono, que fica na Praça das Etnias.

Endereço: Av. Borges de Medeiros, 1848 – Centro, Gramado – RS, 95670-000

6. Casa do Colono

Roteiro de 5 dias de viagem na Serra Gaúcha

Para continuar a nossa lista, um local que remete às raízes gaúchas com tudo que o turista tem direito! A Casa do Colono, localizada bem ao lado da rodoviária municipal, traz todo aquele aconchego e clima do interior que adoramos. Além disso, você pode comprar diversos artigos de produção local por lá, como bolachas, geleias, mel, queijos e pães.

Endereço: Av. Borges de Medeiros, s/n – Centro, Gramado – RS, 95670-000
Horário de atendimento: 12 às 23h (domingo à quinta); 12 à 0h (sexta e sábado)
Telefone: (54) 3036-0389

7. Lago Negro

Agora saímos da área da Av. Borges de Medeiros, mas o local não fica muito longe da avenida principal e do nosso último ponto, a Praça das Etnias – veja no mapa abaixo. Você pode, então, continuar a pé, mas por uma questão de segurança e comodidade pode ser melhor pegar um Uber, caso não esteja de carro.

Roteiro de 5 dias na Serra Gaúcha

Para fechar o primeiro dia em Gramado, outro ponto turístico que é um clássico da cidade. Um dos cartões postais de Gramado, o Lago Negro é daquelas visitas imperdíveis em Gramado. O local reúne tudo que a gente ama: natureza, restaurantes, lojinhas de artigos locais, pedalinhos… Enfim, um espaço exuberante para passar uma manhã ou tarde na companhia da família e amigos.

As árvores do local foram trazidas da Alemanha, motivo que explica o nome “Lago Negro”.

Endereço: Rua Vinte e Cinco de Junho – Casa Grande, Gramado – RS, 95670-000
Horário de atendimento: o local fica aberto 24h


2º dia em Gramado: pontos turísticos temáticos

Para o segundo dia em Gramado, organizamos o roteiro para visitas aos pontos turísticos temáticos da cidade. Gramado está repleta deles e é legal visitar, porque eles também são clássicos do lugar.

1. Snowland

Serra Gaúcha

Foto: Reprodução/Snowland

Para começar o roteiro do segundo dia com o tema que amamos por aqui – o frio –, nada melhor que visitar a Snowland, um parque temático para quem deseja se divertir muito na cidade! É uma boa opção para quem está viajando em família. Recomendamos que você reserve a manhã inteira para aproveitar o parque. Caso você inverta a ordem do roteiro, pode ficar a tarde inteira no Snowland também e fechar o dia aproveitando um delicioso fondue em Gramado.

Entre as atrações, estão atividades como patinação no gelo, esqui, montanha de neve e snowboard. A programação completa, preços e outras informações você encontra aqui. Você pode comprar os ingressos pelo site, em até 6 vezes sem juros, ou na bilheteria do local.

Endereço: RS-235, 9009, Rua Linha Carazal, Gramado – RS, 95670-000
Horário de atendimento: segunda à sábado, das 8h30 às 17h45; aos domingos, das 10 às 16h45
Telefone: (54) 3295-6000

2. Mini Mundo

Vídeo produzido e divulgado pelo canal Psiconesis, no YouTube

O Mini Mundo fica pertinho da Av. Borges de Medeiros, mais ou menos na altura da Praça Leopoldo Rosenfeldt. A seguir, vamos direto para o segundo ponto da nossa lista. O Mini Mundo é uma parque em miniatura bastante visitado por turistas que vão a Gramado e consagrou-se como uma das principais atrações turísticas da cidade. Você pode adquirir os ingressos aqui. No site oficial, podemos acompanhar um pouco da história do local:

Era uma vez um pai e um avô, que resolveram presentear suas duas crianças com um pequeno mundo de fantasia. Atendendo ao pedido dos pequenos, construíram uma casinha de bonecas e um conjunto de castelos, com trenzinhos em miniatura, no jardim em frente ao hotel Ritta Höppner, pertencente à família. Pensando em dividi-lo com os hóspedes, quando as crianças crescessem, construíram também uma pequena cidade em miniatura, ao ar livre, envolvendo os seus próprios sonhos, e dando vida aos mini habitantes, que aos poucos foram surgindo. Recriando cenários do cotidiano, em sua maioria europeus e brasileiros, o Mini Mundo continua a crescer, sempre na procura de manter vivas a fantasia e a alegria da infância que existe dentro de todos nós.

Endereço: R. Horácio Cardoso, 291 – Planalto, Gramado – RS, 95670-000
Horário de atendimento: o local funciona de sexta à domingo, das 9 às 17h.
Telefone: (54) 3286-4055

3. Mundo de Chocolate

Vídeo produzido e divulgado pelo canal TVS Play, no YouTube

Entre os locais temáticos de Gramado temos o Mundo de Chocolate. O Mundo de Chocolate fica nos fundos da loja-conceito da Lugano. O nome faz jus ao local: é como um mundo inteiramente construído de chocolate. O espaço foi inaugurado em 2015 e conta com esculturas de chocolate de pontos turísticos de diversas partes do mundo. Algumas delas são a Torre Eiffel, o Taj Mahal, a Casa Branca, a Estátua da Liberdade e o Cristo Redentor. São mais de 200 peças em exposição. Irresistível, né?

Endereço: Av. Borges de Medeiros, 2497 – Centro, Gramado – RS, 95670-000
Telefone: (54) 3295-5973

4. Bônus: Museu de Cera DreamLand

Se ainda der tempo após os passeios do dia, visite o Museu de Cera Dreamland. O local conta com esculturas de cera de divrsos personagens famosos, desde o esportes, passando pela cultura pop, cinema e política. É o caso de nomes como a rainha Elizabeth II, Albert Einstein, o personagem Shrek e o Homem de Ferro.

Fica na Av. das Hortênsias, na estrada entre Gramado e Canela que, aliás, é a próxima cidade do nosso roteiro.

Endereço: Av. das Hortênsias, 5507 – Ipê Amarelo, Gramado – RS, 95670-000
Telefone: (54) 3286-5100


3º dia: visitando a vizinha Canela

No terceiro dia de viagem é o dia de conhecer de conhecer a cidade de Canela, pertinho de Gramado, sugerida como a base onde você irá ficar hospedado neste roteiro. Por isso, ao final do dia, retorne para aproveitar mais um pouco da vida noturna de Gramado, caso ainda tenha ânimo. Ou simplesmente vá descansar para acordar bem no quarto dia de viagem.

1. Catedral de Pedra

Vamos começar o nosso roteiro por um dos principais pontos turísticos de Canela, a Catedral de Pedra, que foi eleita uma das sete maravilhas do Brasil em 2010, pelo portal Terra. O conjunto da Igreja e os jardins ao redor é um local perfeito para sentar e contemplar a beleza de tudo isso. A igreja possui uma torre com 65 metros de altura, e um carrilhão de 12 sinos de bronze.

A partir da Catedral, aproveite para bater pernas pelo Centro de Canela e conhecer melhor a cidade. Se você curte esse tipo de roteiro, reserve a manhã inteira. Se não, pode seguir para o próximo ponto da lista.

Endereço: Praça da Matriz, 69 – Centro, Canela – RS
Telefone: (54) 3282-1132

2. 1ª Opção: Vinícola

Selecionamos dois locais para ocupar o segundo ponto do nosso roteiro, por serem passeios que demandam mais tempo, para serem feitos com calma. Você também pode reorganizar o nosso roteiro e visitar os dois locais – é perfeitamente possível. A primeira opção é, pois, a Vinícola Casa Seganfredo

Serra Gaúcha

Essa vinícola fica localizada em Gramado próxima de tudo, facilitando a programação do dia, além de possui degustação na visitação. A visita é muito interativa e de fácil entendimento.

Endereço: Linha Belvedere, Rua Idalina Sweizer, 600, Est. Serra Grande, Gramado – RS, 95670-000
Horário de atendimento: o local funciona todos os dias, das 9 às 17:00.
Telefone(54) 99677-2255

2. 2ª opção: Parque do Caracol

A outra opção de segundo passeio em Canela é a visita ao Parque do Caracol. A área, de 100 hectares, foi desapropriada na década de 1950 para a criação do parque. O local é enorme, mas dos 100 hectares, apenas 25 são abertos à visitação. Os outros 75 hectares são preservados. Também fica no local a maior cachoeira do Rio Grande do Sul, a Cascata do Caracol.

Você pode emendar a visita ainda com o Parque da Serra, que fica ao lado. Não deixe de fazer o passeio nos Bondinhos Aéreos. De lá, você tem uma visão privilegiada da cachoeira.

Endereço: Rodovia RS 466, km 0, s/n – Caracol, Canela – RS, 95680-000
Telefone: (54) 3282-5198

3. Castelinho Caracol

Caso a sua segunda opção de passeio seja o Parque Caracol, siga na estrada até o Castelinho Caracol. O local é hoje um museu em Canela, mas foi uma das primeiras residências a serem construídas na cidade. O castelo, construído de madeira, é outro ponto turístico que vale a pena conhecer na cidade. Aproveite para conhecer o local com calma e não saia sem experimentar a torta de maçã, ou Apfelstrudel, conforme a herança alemã.

Você pode fechar o dia por aqui ou, caso ainda dê tempo e você queira visitar, no Mundo a Vapor.

Endereço: RS – 466, Estr. Parque dos Pinheiros, s/n – Km 03, Canela – RS, 95680-000
Telefone: (54) 3278-3208

4. Mundo a Vapor

Serra Gaúcha

Foto: Mundo a Vapor

Para quem gosta de um roteiro diversificado e com opções de passeios temáticos, o Mundo a Vapor é uma boa opção para fechar o dia em Canela. No local existem as miniaturas de máquinas a vapor, como trens, e também estão expostas outras em tamanho real. Há maquete de linha férrea, siderúrgica, fábrica de papel, olaria, entre outras exposições.

Endereço: Av. Don Luiz Guanella, 1247 – Carniel, Canela – RS, 95680-000
Telefone: (54) 3282-1125

Bônus: Museu do Automóvel em Canela

O Museu do Automóvel de Canela é outro passeio interessante para quem gosta de visitar locais temáticos em suas viagens. O museu temático conta com uma coleção de carros históricos e réplicas em miniatura de diversos veículos.

Endereço: Praça das Nações, 281 – São José, Canela – RS, 95680-000
Horário de atendimento: o local funciona todos os dias, das 9h30 às 18h.
Telefone: (54) 3278-1304


4º dia de viagem: visitando Nova Petrópolis

Conhecida como Jardim da Serra Gaúcha, Nova Petrópolis compõe a chamada Rota Romântica na região da Serra Gaúcha, juntamente com Gramado e Canela. O nome já sugere e quem visita pode comprovar: as flores e plantas são um importante componente no paisagismo dessa cidade. Além disso, as casas em estilo enxaimel que já vimos em Gramado e Canela também estão presentes ali. A charmosa cidade é a nossa parada no quarto dia de viagem.

Quem estiver visitando Nova Petrópolis no inverno – a estação mais charmosa e romântica -, pode aproveitar para ver o Festival de Folclore, que acontece entre julho e agosto, aos finais de semana.

1. Labirinto Verde e Praça das Flores

Começamos o nosso roteiro visitando o Labirinto Verde, que fica dentro da Praça das Flores. A bela praça é um dos pontos principais da cidade e o Labirinto Verde não fica atrás. Ele é formado por cipestres que são plantados e podados de modo a “construir” o formato de um labirinto circular.

Ali, na Praça das Flores, também fica uma estátua denominada Monumento ao Cooperativismo. Ao lado da praça há ainda a Rua Coberta, onde acontecem muitos eventos ao longo do ano em Nova Petrópolis.

Endereço: Avenida 15 de Novembro, Nova Petrópolis – RS, 95150-000
Telefone: (54) 3281-1222

2. Galeria do Imigrante

O segundo ponto da nossa viagem é uma visita pela Galeria do Imigrante, na mesma rua em que fica a Praça das Flores. O local é uma boa opção para fazer uma parada para compras ou apenas para conhecer um pouco da produção local de roupas, chocolates e artesanato.

Endereço: Avenida 15 de Novembro, 1883 – centro, Nova Petrópolis – RS, 95150-000
Telefone: (54) 3281-4124

3. Cervejaria Edelbrau

Continuando na Av. 15 de Novembro (2 km a frente), você chegará à Cervejaria Edelbrau, o terceiro ponto do nosso roteiro. Foi criada em 2011, após os sócios fundadores voltarem de um intercâmbio pela Europa.

A marca local conta com a fábrica, loja de cervejas e gastropub em um só local. Aqui você poderá acompanhar a fabricação da cerveja, aproveitar a degustação das cervejas, experimentar o cardápio do gastropub e ainda levar um dos rótulos para casa. Para quem curte este tipo de passeio, é uma boa pedida!

Endereço: Avenida 15 de Novembro, 4024, Nova Petrópolis – RS, 95150-000
Telefone: (54) 3281-4555

4. Trilha das Pedras do Silêncio até o Monte Malakoff

Importante atração turística de Nova Petrópolis, este é outro ponto que não pode faltar em uma viagem à Nova Petrópolis. A trilha até o Monte Malakoff é uma oportunidade imperdível de contato com a natureza na região da Serra Gaúcha, tão rica de recursos naturais. O passeio é uma excelente oportunidade para quem curte fazer trekking e o visual ao chegar no monte compensa qualquer cansaço que você possa sentir – embora a trilha seja bem tranquila. Dali é possível avistar o Vale do Rio Caí.

Primeiro, você passará pelo Esculturas Parque Pedras do Silêncio, um local com mais de uma centena de esculturas que retratam a história dos imigrantes no Rio Grande do Sul. Ali também é um lugar bem cuidado e bom para passear. Depois você segue pela trilha que vai dar no próprio Monte Malakoff, que recebeu esse nome por causa dos imigrantes alemães. Ao chegar na região, o monte lembrou-lhes de uma torre construída durante a Guerra da Crimeia, no século XIX. Esta era uma das torres da fortaleza de Sebastopol.

Endereço do Esculturas Parque Pedras do Silêncio: Rua Emilio Dinnebier Filho, 560 – Zona Rural, Nova Petrópolis – RS, 95150-000


5º dia de viagem: fechando o roteiro em Bento Gonçalves, no Vale dos Vinhedos

Para 3 dias na região, visite os pontos que citamos no roteiro para 2 dias, além desses novos locais a seguir. Agora que você já visitou a Região das Hortênsias, passaremos ao Vale dos Vinhedos, onde ficam Bento Gonçalves, Garibaldi e Carlos Barbosa. Aqui, selecionamos um roteiro por duas importantes vinícolas da região, para fazer um passeio diferenciado, aproveitando que estará no Vale dos Vinhedos.

Como o nosso roteiro é de 5 dias, selecionamos Bento Gonçalves pra fechar a viagem. Se for passar mais dias no Rio Grande do Sul, vale a pena visitar outras cidades do Vale e da Serra Gaúcha como um todo. O trajeto de Gramado a Bento Gonçalves dura cerca de uma hora e meia de carro.

1. Vinícola Miolo

Vídeo produzido e divulgado pelo canal Estadão, no YouTube – para ver a Vinícola Miolo, comece o vídeo a partir de 1:29

Localizada no Vale dos Vinhedos, em Bento Gonçalves, a Vinícola Miolo é uma das principais exportadoras de vinhos do Brasil. Para quem deseja visitar o local, o enoturismo é um dos destaques ali. Você tem a oportunidade de conhecer os vinhedos, bem como o processo de elaboração dos vinhos e espumantes, além de aproveitar a degustação dos produtos fabricados na Miolo.

Além disso, a Miolo oferece também uma Escola do Vinho para quem deseja se especializar no ramo com os enólogos e sommeliers da vinícola. O ponto alto para quem gostar de um mix de novas experiências é o Wine Garden, um wine bar a céu aberto dentro da Vinícola Miolo. Para desfrutar de tudo isso, você pode agendar a visita neste link.

Endereço: RS-444, KM 21, Bento Gonçalves – RS, 95711-000
Horário de atendimento: segunda à sábado, das 8h30 às 17h45; aos domingos, das 10 às 16h45
Telefone: (54) 2102-1500

2. Hotel Spa do Vinho

Vídeo produzido e divulgado pelo canal Manu Oltramari, no YouTube

Bem pertinho da Vinícola Miolo – mais precisamente do outro lado da rua – fica essa maravilha da região: o Hotel & Spa do Vinho. Para quem deseja desfrutar de uma experiência de luxo em sua estadia pela Serra Gaúcha, esta é uma excelente opção. O hotel 5 estrelas conta com tratamentos estéticos à base de vinhos, massagem, restaurante e quartos com vista para a imensidão que é a Vinícola Miolo. Se você pode gastar mais na viagem, investir na hospedagem neste hotel vale muito a pena!

Segundo o site oficial, “o clima ameno a cada estação renova a paisagem exuberante da Serra Gaúcha e permite reviver as antigas tradições dos imigrantes italianos que colonizaram o Vale partir de 1875. Com sua posição privilegiada no topo de uma bela colina, arquitetura inspirada na Toscana e cercado por 18 hectares de vinhedos próprios, este empreendimento é considerado o primeiro complexo de enoturismo de padrão internacional no Brasil”.

Endereço: RS-444, KM 21, Bento Gonçalves – RS, 95711-000
Telefone: (54) 2102-7200


Bônus: Vinícola Panizzon, em Flores da Cunha

Como bônus neste roteiro de viagem para a Serra Gaúcha, sugerimos uma visita a Flores da Cunha, localizada a apenas 87 km de Gramado. Por lá, visite a Vinícola Panizzon. Gigante no ramo, a vinícola trabalha com vinhos de mesa, vinhos finos, espumantes, bebidas quentes, sucos e vinagres. Como você pode perceber, o campo de atuação é amplo e o local também. Fundado em 1960 por Ricardo Panizzon e seus filhos, o espaço oferece uma loja especializada com degustação e produtos, além da visitação. Aliás, vale ressaltar que é necessário o agendamento com antecedência de uma semana.

Segundo o site oficial, em 2019 o “Espumante Chardonnay Brut foi agraciado com medalha de ouro entre mais de 22 mil amostras em importante competição internacional, realizada na França. O Panizzon Chardonnay Brut foi o único espumante brasileiro com medalha de ouro no concurso”. Além disso, a Vinícola Panizzon coleciona outros importantes prêmios ao longo dos anos e isso é mais uma prova de uma visita que vale a pena pra fechar o seu roteiro na região!

Endereço: Estrada Ricardo Panizzon s/n, Flores da Cunha – RS, 95270-000. Em direção Flores da Cunha a Nova Pádua, após 5 km virar à direita e andar mais 2 km.
Horário de atendimentoSegunda à sábado: 09:00–12:00, 13:30–17:50 | Domingo: 09:30–15:30
Telefone: (54) 3279-3500


 

Saiba mais sobre destinos no Sul do Brasil

Quer conhecer outros detalhes sobre a Serra Gaúcha, como as fondues imperdíveis em Gramado ou o que vestir para o inverno no local? Não deixe de conferir nossa série de posts na categoria Sul do Brasil. Selecionamos alguns dele como sugestão de leitura:

Para adquirir as suas roupas de frio e viajar bem protegido, você tem duas opções: comprar online em www.oficinadeinverno.com.br (entregamos para todo o Brasil!) ou visitar um de nossos Iglus Físicos. Estamos em Recife (Boa Viagem), Fortaleza (Meireles), Goiânia (Shopping Bougainville) e Teresina (Jockey). Todos os endereços você encontra aqui. Outras dicas sobre estilo e destinos de viagem você confere no nosso perfil do Instagram, @oficinadeinverno.

* Foto da capa: Reprodução/CVC

Leave a Reply