Instagram

Instagram has returned invalid data.

Siga o Mamute!

França Mamute Cultural

Lua de mel na França: que tal viajar pra região da Alsácia?

24 de Abril de 2020

Alsácia tem, na sua arquitetura e cultura, bastante influência da Alemanha – um exemplo é a construção das casas no estilo enxaimel. A região, que faz fronteira com a Alemanha e a Suíça, possui cidades que favorecem o clima de viagens românticas. Neste sentido, a Oficina de Inverno reúne nesse post locais ideais para a sua viagem de lua de mel na França. Selecionamos três cidades, mas você pode incrementar o roteiro com nossas dicas extras ao longo do post. São elas: Colmar, Eguisheim e Estrasburgo.

Embora a Alsácia seja uma sugestão para passar a lua de mel na França, é super válida para outras viagens românticas: seja aniversário de casamento ou namoro, noivado ou apenas uma viagem romântica especial sem um motivo específico.

A junção de influências alemãs e francesas proporciona o melhor dos dois mundos: a maravilhosa gastronomia, a ambiência no geral… Só para ilustrar: entre os pontos turísticos da região, a rota do vinho – que conta com quase 70 cidades produtoras de vinhos – é um dos mais atrativos. Aliás, esta rota costuma ser vista também como uma rota romântica, o que é ideal para uma viagem a dois, não é mesmo?

Assim, você vai encontrar neste post as informações de que precisa para montar o seu roteiro. Selecionamos aqueles locais que você não pode deixar de visitar em cada cidade. Fique à vontade para montar o roteiro incluindo os locais que mais interessam ao casal e aproveitem essa viagem que certamente ficará pra sempre na memória.


Como chegar

Como as cidades são próximas, você pode facilmente se deslocar entre uma e outra. Então uma dica é se instalar em uma cidade e fazer bate e volta nas cidades no entorno. Você pode, por exemplo, ficar em Colmar e visitar as demais cidades a partir de lá. É uma boa escolha para ser a base por ser menor e bastante romântica. Outra opção bastante comum é instalar-se em Estrasburgo (informações adiante).

Para montar um roteiro mais prático, recomendamos que você programe seu voo do Brasil para Paris e de lá pegue um trem de alta velocidade (TGV), na estação Gare de l’Este, para Colmar ou Estrasburgo – a depender de qual cidade será sua base no país, no caso essas são as nossas sugestões. Outras opções de deslocamento a partir de Paris são avião, carro ou ônibus. Além disso, para visitar as cidades sugeridas neste post, vocês podem se deslocar de trem ou usando um carro alugado.


Lua de mel na França: o que fazer na Alsácia?

Conforme já mencionado, as nossas dicas para montar o seu roteiro de lua de mel na França compreende as cidades de Colmar, Eguisheim e Estrasburgo. Vamos às dicas?

1. Colmar

Não poderíamos começar a lista com outra cidade que não Colmar. Localizada na região da Alsácia, Colmar é uma das principais paradas na rota do vinho, que é super romântica. Não é uma cidade pequena como a próxima da nossa lista, Eguisheim, mas o seu centro histórico é mágico e cheio de encantos. Aliás, uma boa sugestão de hospedagem é o Maison des Têtes, que emana esse romantismo. Caso se hospede em outro local, não deixe de visitar o restaurante que funciona no local. Quando estiver na cidade, não deixe de visitar:

Centro Histórico

O Centro Histórico de qualquer cidade é um passeio imperdível, ideal para conhecer mais das origens e raízes do local. No caso de Colmar isso é particularmente mais agradável, tenho em vista todo o charme que essa parte da cidade propicia. Além disso, vale lembrar que é um local para caminhar, se perder pelas ruas ao conhecer melhor a cidade. Não é permitida a circulação de carros ali.

La Petite Venise

A pequena Veneza – Le Petite Venise – é um passeio imperdível em Colmar. Para curtir melhor o local, não deixe de fazer o passeio de barco pelo canal do rio Lauch. Para arrematar o passeio pela região, pare em café e saboreie tranquilamente os sabores enquanto se deleita com a vista do local e suas casas coloridas. Tudo encantador!

Museu Unterlinden

Lua de mel na França

Se vocês curtem passeios por museus, visitar o Unterlinden é uma boa pedida. O local ocupou o espaço de um antigo convento dominicano. O Museu Unterlinden possui um acervo riquíssimo, que abrange a era pré-histórica às obras de arte do século XX, a exemplo de Monet e Picasso.

Grand Rue

Lua de mel na França

Foto: © Ralph Hammann – Wikimedia Commons / CC BY-SA (https://creativecommons.org/licenses/by-sa/4.0)

A Grand Rue é uma região comercial, que reúne grande parte dos comércios e muitos restaurantes de Colmar. Não deixe de visitar a rua e passar pelos restaurantes Le Fer Rouge (serve comida típica da região da Alsácia) e Bistrot Gourmand (com mesas externas, bom para ficar ao ar livre).

2. Eguisheim

A pequena e encantadora cidade no coração da rota do vinho é, para muitos, o mais belo vilarejo da França. E não é para menos! A cidade cheia de cores é um paraíso na rota do vinho que, em 2013 recebeu o título de Ville préféré des Français, ou seja, a vila preferida dos franceses. Uma das vantagens de visitar a cidade é que dá para fazer tudo a pé.

Praça Central

Lua de mel na França

A fonte e a estátua de Papa Leão IX, na praça central de Eguisheim – Foto: Mahé Petit Garçon Curieux / CC BY-SA (https://creativecommons.org/licenses/by-sa/3.0)

A Praça Central é o ponto a partir do qual a cidade acontece. Uma curiosidade é que a cidade é a terra natal do Papa Leão IX, que recebeu uma estátua em sua homenagem, na praça central da cidadela.

Castelo de Eguisheim

Construído no século VIII, o Castelo é outro importante ponto turístico da cidade. Aqui temos outra relação da cidade com o Papa Leão IX: conta-se que o Castelo de Eguisheim é o local de nascimento dele.

Vinícolas

Não poderíamos deixar as vinícolas de fora, justo na Rota do Vinho. Selecionamos três delas na cidade. Domaine Gruss & Fils é a primeira da nossa lista e uma das melhores da região. Maison Wolfberger é outra opção maravilhosa. Para fechar a lista de sugestões, a vinícola Joseph Freudenreich et fils, fruto de um esforço familiar, é outro local que vale a pena visitar.

Les Trois Châteaux d’Enguisheim

Na comuna de Husseren-les-Châteaux, a poucos quilômetros do centro de Eguisheim, na colina Schlossberg, ficam os Três Castelos de Eguisheim, nomeadamente Wahlenbourg, Dagsbourg e Weckmund, construídos entre os séculos XI e XII.

———————————-

3. Estrasburgo

Lua de mel na França

Foto: Elizaveta Butryn / CC BY-SA (https://creativecommons.org/licenses/by-sa/4.0)

Outra cidade que não pode faltar em sua viagem para a Alsácia é Estraburgo. A cidade é importante parte desta região e também integra a rota do vinho. Aliás, por falar sobre a importância da cidade, vale lembrar que Estrasburgo abriga a sede oficial do Parlamento Europeu.

O trajeto para Estrasburgo a partir de Colmar é de apenas uma hora, caso a cidade seja a sua base durante o país. Você pode pegar o trem ou alugar um carro e seguir pela rota do vinho, aproveitando para parar nos locais que achar mais interessantes. Nesse caminho, os destaques são Ribeauvillé (uma das cidades mais antigas da Alsácia), Riquewihr e Kaysersberg.

Conforme falamos anteriormente, também é uma boa cidade para você se instalar durante a viagem. Abaixo, deixamos alguns pontos turísticos que você não pode deixar de visitar. Vale a pena curtir os espaços em La Petite France, no centro da cidade, e ao redor dela.

Cave Historique des Hospices de Strasbourg

Lua de mel na França

Foto: Jonathan M / CC BY-SA (https://creativecommons.org/licenses/by-sa/3.0)

Construído em 1395, o local que hoje é uma grande adega com barris de vinhos centenários, era na verdade o Hospital de Estrasburgo. Conta-se que o hospital passou a receber terras e vinhedos como pagamento de tratamentos médicos, já que apenas uma porcentagem muito pequena dos doentes podia pagar o tratamento em dinheiro. Assim nasceu a adega que possui mais de 600 anos de história. Você encontra ali, por exemplo, o mais antigo vinho branco mantido em barril, datado de 1472. Mesmo com tanto tempo desde sua fabricação, o vinho é ainda próprio para consumo.

Passeio de barco pelos canais de Estrasburgo

Outro passeio que precisa estar no seu roteiro é o passeio de barco pelos canais de Estrasburgo. Você pode passear, por exemplo, a bordo do Batorama nos canais da cidade, cujo centro é cercado por água. Afinal, a cidade é banhada pelo Rio Reno.

Catedral de Estrasburgo

Vista por muitos como a Catedral de Notre Dame da Alsácia, a Catedral de Estrasburgo funciona como um ponto central da cidade, a partir da qual tudo acontece. É um dos principais pontos turísticos da cidade e a viagem à Estrasburgo certamente não está completa sem visitá-la. Não deixe de ver o relógio astronômico e subir até a plataforma da Catedral para uma vista panorâmica da cidade (respire fundo e encare seus 330 degraus!).

Palais des Rohan

Basta atravessar a rua da Catedral e você chega ao Palais des Rohan, outro ponto turístico imperdível na cidade. Foi construído após a cidade tornar-se um domínio francês, no século XVIII. Assim, não foi construído em um estilo alemão, mas francês (mais especificamente parisiense). O palácio abriga três museus: Museu de Belas Artes, Museu de Artes Decorativas e Museu Arqueológico. Certamente, uma visita imperdível para os amantes de história e artes!

Saiba mais sobre todos os museus de Estrasburgo aqui.

Musée de l’Œuvre Notre-Dame

Também na mesma área onde estão a Catedral de Estrasburgo e o Palais des Rohan, fica localizado o Musée de l’Œuvre Notre-Dame. Aqui estão expostas obras de arte do período medieval, com destaque para pinturas e esculturas dessa época. Então se você curte esse tipo de passeio, não deixe de visitar!

Maison Kammerzell

Na mesma região, em frente à Catedral de Estrasburgo, você encontra ainda a Maison Kammerzell. Você pode fechar o dia com um jantar no restaurante que funciona neste prédio de três andares, cheio de história. A construção medieval data de 1427 e é a mais antiga de Estrasburgo. O casarão é dividido em quatro salões, mas também possui mesas na parte externa. Aqui, vocês irão provar o melhor da culinária alsaciana, que é feita de um mix incrível entre a cozinha francesa e alemã. Ademais, há outras releituras, como é o caso do prato Choucroute aux trois Poissons, ou chucrute aos três peixes.


BÔNUS: outras opções para o roteiro de lua de mel na França

Embora tenhamos concentrado as dicas do nosso post para região da Alsácia, sabemos que a França como um todo é um país super romântico. Por isso, deixamos abaixo mais três excelentes opções para curtir a lua de mel na França.

  • Paris

A Cidade Luz é um dos destinos preferidos dos casais apaixonados. A cidade evoca esse romantismo em cada esquina, nos seus cenários de filme, nos cafés – certamente você tem algum filme do coração que se passa na cidade. A Torre Eiffel e o jantar-cruzeiro no Rio Sena são clássicos no roteiro romântico parisiense. Mas não deixe de visitar também Le mur des je t’aime (ou “Muro do Eu te amo”) em Montmarte e o Jardin du Luxembourg. Mais detalhes sobre a cidade em um de nossos posts disponíveis aqui.

  • Esqui na França

Estações de esqui na França

Se vocês formam um casal apaixonado por frio e neve, que tal passar a lua de mel em um resort de esqui? Neste post, selecionamos 6 opções de estações de esqui na França. O destaque vai para Chamonix-Mont-Blanc, com a cidade super charmosa e romântica aos pés, ideal para curtir quando não estiver esquiando. Aliás, vocês também podem ficar hospedados em uma das pousadas no resort. Tudo de bom!

  • Riviera Francesa

Por fim, Côte d’Azur, Costa Azul ou Riviera Francesa também merece seu posto na lista de locais para curtir a lua de mel na França. Toda a beleza da região, que compreende cidades como Nice, Mônaco e Cannes, é perfeita para viajar a dois. No entanto, se preferem locais mais tranquilos, também é possível: opte por cidades como Cagnes-sur-Mer, Éze ou Grasse.

Curtiu as nossas dicas? Então não deixe de compartilhar nas redes sociais! Você também pode acompanhar as nossas dicas no Instagram: @oficinadeinverno.

* Foto da capa: casal na praça Kléber, em Estrasburgo – créditos: Aurélien Dockwiller/Unsplash

Leave a Reply