Instagram

Siga o Mamute!

Alemanha Esquimós de Estilo Mamute Cultural

O guia da Alemanha que você precisa ler antes da viagem!

28 de Fevereiro de 2019
Guia da Alemanha

Ah, a Alemanha! Esse é um destino muito amado pelos Mamutes. Com tantos séculos de história, cultura, sabores diversos na gastronomia e pontos turísticos para visitar, só mesmo um “manual” para mergulhar em tantos detalhes. Para ajudar os mamutes viajantes que estão se preparando para conhecer tudo isso, a Oficina de Inverno traz o guia da Alemanha. Aqui você vai encontrar dicas e informações importantes sobre o país, da história ao clima e o que vestir por lá. Vem com a gente!

GUIA DA ALEMANHA: HISTÓRIA

A Alemanha é um país em que dizer que há muita história pra contar é um clichê, mas também uma grande verdade. Envolvimento direto em duas guerras e o país dividido por décadas são apenas dois aspectos dessa história pontuada por eventos marcantes tanto para o país como para o mundo.

Na origem do povo alemão, segundo pontua o site DW Brasil, estão as tribos germânicas. Elas começam como grupos não organizados, e só após alguns séculos constituíram unidade política e organizaram-se, assim, como uma nação.

Há também o período dos impérios, que se iniciaram em 911 d.C (1º Império Alemão, encerrado em 1806) e chegaram ao início do século XX, com o 2º Império, dando lugar ao regime republicano, que não foi lá muito bem em seu início.

Ditadura nazista e Segunda Guerra Mundial

É que esse era um período de intensa transformação, conforme também ressalta o site DW Brasil, já que a Alemanha saía derrotada da Primeira Guerra Mundial. Quando tudo parecia melhorar, em meados dos anos 1920, a alegria não durou muito tempo. É que em 1929 ocorre o crash da bolsa de valores, que levou a uma profunda recessão, conhecida como a Crise de 1929. Nesse cenário, cada vez mais pessoas ficaram desempregadas e a miséria se instalou em muitos lares. Foi aí que o partido nazista, que já vinha investindo em uma busca pelo poder, conseguiu espaço na política nacional. Adolf Hitler chega, então, à presidência em 1934.

O que veio a seguir é um capítulo longo, doloroso e bastante conhecido pela humanidade: a ditadura nazista. Período de repressão das liberdades, prisões em campos de concentração, violência, mortes, guerra. Foi um período de nacionalismo extremo, xenofobia, antissemitismo, ódio aos negros e gays.

Alemanha dividida e queda do Muro de Berlim

Após o fim da Segunda Guerra Mundial e prisão dos responsáveis, os países vencedores (Estados Unidos, Reino Unido, França e União Soviética) dividiram a Alemanha em quatro ocupações, conforme mostra o site DW Brasil.

Após negociações improdutivas e desejos de dominação, a Alemanha foi dividida em dois lados: Ocidental (capitalista) e Oriental (comunista). Em 1989, e depois de muita história, a queda do Muro de Berlim, que literalmente dividia a Alemanha em duas, representou a reunificação do país após tantos anos.

GUIA DA ALEMANHA: INFORMAÇÕES GERAIS SOBRE O PAÍS

Em extensão territorial, é o quinto maior país na Europa, ficando atrás somente da Ucrânia, França, Espanha e Suécia. A língua oficial é o alemão, mas o inglês é tido como segunda língua, o que é uma verdadeira “mão na roda” para quem chega ao país e não domina o alemão. As principais cidades são Berlim, Hamburgo, Munique, Colônia e Frankfurt. O fuso horário é de 4 horas a mais na Alemanha, o que significa que quando é 15h no Brasil os ponteiros marcam 19h por lá. A moeda é o euro.

Para chegar à Alemanha, há voos diretos do Brasil a partir de quatro cidades: São Paulo, Campinas, Rio de Janeiro e Recife. Os principais pontos de chegada são Frankfurt, Berlim e Munique. A boa notícia é que, para turistas brasileiros, o visto não é um requisito para a entrada no país. Segundo informado pelo Ministério Federal das Relações Externas,

Com base no acordo firmado entre a União Europeia e o Brasil sobre a isenção de vistos de curta duração, cidadãos brasileiros portadores de passaportes válidos comuns, diplomáticos, de serviço ou outros passaportes oficiais podem entrar ou passar em trânsito na Alemanha e nos países membros da União Europeia (exceto no Reino Unido e Irlanda) sem visto e permanecer por no máximo três meses dentro de um período de seis meses, se a viagem tiver objetivos turísticos ou de negócios. A contagem do período inicia-se no dia da primeira entrada. É possível entrar e sair diversas vezes, contanto que a soma dos dias de permanência não ultrapasse três meses dentro do período de seis meses a contar da primeira entrada.

GUIA DA ALEMANHA: CURIOSIDADES

A vida cultural da Alemanha é intensa! De acordo com informações do governo alemão, há 6.250 museus no país, sem contar outros tipos de atividades culturais.

E é da Alemanha a cervejaria mais antiga do mundo: Weihenstephaner, localizada na Baviera, está em atividade desde 1040. São muitos séculos de história! Foi da Alemanha também que saíram os primeiros relógios cucos, inventados no país no século XVII. Os maiores relógios desse tipo estão em solo alemão – confira o post “Floresta Negra: 5 motivos para visitar o famoso destino na Alemanha“.

GUIA DA ALEMANHA: GASTRONOMIA

Vídeo do canal Aden Films

Conforme falamos no post “7 comidas típicas da Alemanha que devem entrar na sua lista“, cerveja e salsicha dão o tom na gastronomia alemã, mas há muito mais que esses sabores.

A carne de porco, repolho, batata e salsichas são predominantes nos pratos típicos, além de muito pão! Estima-se que a Alemanha possua uma variedade de pelo menos 300 tipos de pães.

Um exemplo é o queijo: apenas na região de Schleswig-Holsteins, há uma variedade com mais de 120 tipos diferentes. Tem queijo pra todo gosto! Essa região também tem uma famosa rota do queijo, com mais de 500 quilômetros de extensão, que começa em Lauenburg e passa por Lübeck, Kiel, Flensburg e Hamburgo. Tudo isso no norte da Alemanha.

Outro destaque quando o assunto é bebida é o vinho de maçã, considerado a bebida nacional de Hessen. Você vai encontrar bons vinhos dessa espécie em Frankfurt e nas redondezas.

GUIA DA ALEMANHA: PONTOS TURÍSTICOS

Guia da Alemanha

O castelo de Neuschwanstein no inverno – Foto: Anelale Nájera/Unsplash

No post “Top 5: pontos turísticos em Berlim para conhecer em um dia” te convidamos para um roteiro por Berlim. Nele você vai conhecer o Portão de Brandemburgo, a Catedral de Berlim e o Memorial do Holocausto, entre outros. Já em “Mapa da Alemanha: 7 praças para visitar no inverno” falamos de diversas praças pelo país, que valoriza bastante esse tipo de espaço, a exemplo da Marienplatz.

Os castelos são, certamente, um capítulo à parte. São mais de 150 castelos e palácios no país. A Alemanha está repleta dessas construções belíssimos, que marcam a viagem de qualquer visitante. Tem até castelo que inspirou a história de Cinderela, como contamos no post “O que faz da Rota Romântica um dos melhores destinos da Alemanha?”. Com o nome de pronúncia difícil, o castelo Neuschwanstein encanta muito facilmente. O local fica em Füssen, cidade ao sul da Baviera.

GUIA DA ALEMANHA: TRADIÇÕES E CULTURA

Vídeo produzido pelo canal Vaga Brothers

Se você acha que o Carnaval é uma tradição apenas no Brasil, não perde por esperar. Apesar de trajes bem diferentes, mas as cores e alegria contagiantes estão presentes na folia em terras alemãs. Nesse caso, algumas cidades se destacam, como é o caso de Colônia. Falamos dela neste post.

Mas não pense você que o Carnaval é celebrado no mesmo período do ano da folia brasileira. Na Alemanha, o Carnaval ocorre em pleno outono, às 11h11 do dia 11 de novembro, com baixas temperaturas devido à proximidade com o inverno. Outras regiões celebram o Carnaval em janeiro. Em nenhum desses casos o feriado está relacionado ao Cristianismo, como ocorre no Brasil.

Outra tradição forte na Alemanha são os trajes típicos e folclóricos. Um exemplo é aquela roupa tradicionalmente usada durante a Oktoberfest, você já deve ter visto. A cidade de Hessen concentra a maior variedade desses trajes no país. Inclusive, a história da Chapeuzinho Vermelho tem um elemento dessa tradição, que é o traje típico das mulheres solteiras de Schwalm.

A própria Oktoberfest é outra forte tradição alemã. Neste post contamos mais da festa que acontece na Alemanha desde 1810.

GUIA DA ALEMANHA: CLIMA

Guia da Alemanha

A cidade termal de Bad Schandau, na Alemanha, em meio à neve – Foto: Max Libertine/Unsplash

Veja as médias históricas no inverno das principais cidades da Alemanha:

Berlim

Dezembro: 4°C (máxima) e -1°C (mínima)

Janeiro: 3°C (máxima) e -2°C (mínima)

Fevereiro: 4°C (máxima) e -2ºC (mínima)

Março: 8°C (máxima) e 1° (mínima)

Munique

Dezembro: 4°C (máxima) e -1°C (mínima)

Janeiro: 3°C (máxima) e -2°C (mínima)

Fevereiro: 5°C (máxima) e -2°C (mínima)

Março: 10°C (máxima) e 1°C (mínima)

Frankfurt

Dezembro: 6°C (máxima) e 0°C (mínima)

Janeiro: 5°C (máxima) e -1°C (mínima)

Fevereiro: 6°C (máxima) e -1°C (mínima)

Março: 11°C (máxima) e 1° (mínima)

Hamburgo

Dezembro: 5°C (máxima) e 0°C (mínima)

Janeiro: 4°C (máxima) e -1°C (mínima)

Fevereiro: 4°C (máxima) e -1°C (mínima)

Março: 8°C (máxima) e 1°C (mínima)

GUIA DA ALEMANHA: O QUE VESTIR?

Guia da Alemanha

No frio moderado e intenso, o uso das três camadas é fundamental – Fotos: Oficina de Inverno

O inverno alemão é congelante e você deve viajar preparado para toda essa intensidade. Conforme observamos no tópico anterior, as temperaturas variam entre frio moderado e intenso durante a estação. Nada de calor por aqui!

Para tanto, as diferenças na forma de vestir para esses dois tipos de temperaturas varia bem pouco, mas cada uma delas tem algumas especificidades. Vamos conhecê-las?

Frio moderado: 5ºC a 12ºC

No frio moderado, o uso das três camadas é mais que recomendado: é essencial! Nessas temperaturas, a Super Térmica é ideal. Ela possui tecido tecnológico, retém o calor do corpo e mantém você aquecido. A Super Térmica também pode ser usada por até 7 dias sem odores.

A seguir, a segunda camada: blusa de manga longa (acrílico, lã, cashmere ou moletom peluciado), calça ou saia e sapato.

Por fim, com a terceira camada, você veste o casaco e acessórios de frio, como gorro, cachecol e luvas.

Frio intenso: temperaturas abaixo de 5ºC

Enquanto isso, quando o frio estiver intenso, você deve começar com a primeira camada usando a roupa térmica, assim como a meia térmica. Na segunda camada, use blusa de manga longa, mas dê preferência para aquelas de gola alta, e calça. Nos pés, além da bota de couro, não esqueça das palmilhas de lã para garantir o aquecimento necessário.

Por fim, na terceira camada você precisa de alguns componentes extras: a gola térmica e o protetor de orelhas são essenciais! Além deles, como no frio moderado, use um bom casaco (poliéster com forro de peluche ou de lã, que pode ser italiana ou uruguaia), cachecol e luvas.

A descrição detalhada você confere no guia Como se vestir no inverno do site ou no e-book Como se vestir no frio.

Com esse guia completo você certamente estará munido das informações importantes para a viagem. Mas caso apareça alguma dúvida, entre em contato conosco via comentários abaixo ou pelas redes sociais. Encontre-nos no Instagram e Facebook.

* Na imagem da capa, East Side Gallery, em Berlim, na Alemanha – Foto: Anthony Rosset

    Leave a Reply