Instagram

Siga o Mamute!

França

Um passeio encantador pelo Monte Saint-Michel no inverno

28 de novembro de 2016

Uma caminhada durante a maré baixa no Monte Saint-Michel no inverno é o refúgio ideal para refletir sobre a vida e experimentar uma viagem mais intimista pela França. Ele é uma comuna magnífica localizada em uma ilha com um mosteiro que remonta a 700 anos d.C. no topo e e 1979 foi nomeado Patrimômio da Humanidade. O autor Victor Hugo resumiu em uma simples frase a importância dele: “O Monte Saint-Michel é o oceano que Khufu é para o deserto”. Esse é um dos principais pontos turísticos da França, sendo visitado tanto no verão, quanto no outono-inverno. O monte é uma escapatória para quem busca algo diferente, além de Paris e Riviera. É durante o período mais frio que o monte recebe menos visitantes, mas é o preferido de muitos considerando a paisagem de amarelada a cinza que o ele proporciona no meio do mar. Ao todo, cerca de 3,5 milhões de turistas visitam o local anualmente.

Monte Saint-Michel no inverno

Monte Saint-Michel no inverno: Conheça os encantos da ilha da baixa Normandia

 

1) Monte Saint-Michel no inverno: A ilha

O Monte Saint-Michel é, cientificamente falando, uma ilha de maré. Então, é possível visitá-lo enquanto há sol. Durante o dia, o Monte é ligado ao continente, conhecido como Baixa Normandia, por uma estreita faixa de terra. Eles oferecem ônibus  no verão, mas é à pé que a maioria dos turistas preferem chegar lá. E é isso o que torna o local tão especial, belo, romântico e de certa forma, um pouco assustador. Uma ilha com 900 anos de história todinha para você por exatamente 8 horas. Quando a noite cai, ele fica distante, quase como uma obra de arte imponente diante dos seus olhos cercada pelo mar. Muitos turistas, no entanto, aproveitam os minutos finais parar registrar a chegada da maré, cujas ondas batem violentamente nas muralhas da ilha.

Monte Saint-Michel no inverno

Monte Saint-Michel no inverno ao anoitecer

 

2) Monte Saint-Michel no inverno: Vivendo o local

O Monte Saint-Michel é o lar de uma bela abadia, hotéis charmosos e pequenos restaurantes locais. Após atravessar o portal de madeira do monte, há uma rua principal chamada “Grande Rue”, que é estreita, íngreme e sinuosa e termina na Capela Saint-Aubert dos monges beneditinos, um local com mil anos de história. É na Grande Rue que você encontra vários restaurantes de frutos do mar, lojas de souveniers e tapeçarias.

Monte Saint-Michel no inverno

Monte Saint-Michel no inverno: A principal rua

 

A atração principal da ilha é a abadia. Para alcançá-la você vai ter que subir várias escadas, chamadas de “Grande Degré”. É, mamutes… preparem os pulmões! A vista a partir daí é paradisíaca, com as casas antigas de pedra, os telhados de azulejo laranja e o oceano sem fim.

Monte Saint-Michel no inverno

Monte Saint-Michel no inverno: A abadia (à esquerda) e a capela (à direita)

 

3) Monte Saint-Michel no inverno: Os restaurantes

A maioria dos turistas aproveitam as horas de maré baixa para visitar o Monte Saint Michel e além de tirar fotos, degustar a culinária oferecida na Grande Rue. Você vai encontrar pratos doces como panquecas e waffles, e pratos salgados com frutos do mar, cuja especialidade é o Mariniere, que são mexilhões cozidos em vinho. Um dos principais restaurantes é o La Mère Poulard hotel, o mais popular. O prato mais pedido é o omelete Mère Poulard, que contém cogumelos, bacon ou tomate. Você também pode experimentar a perna de cordeiro assado, servido com espinafre fresco e purê ou batatas gratinadas. Agora se você prefere uma refeição com frutos do mar e ainda saboreá-lo observando o mar, a melhor opção no Grande Rue é o Chez Mado. Eles oferecem sopas para aquecer no inverno e uma das especialidades da casa: O terrine de salmão. Em seguida, aproveite que a Normandia é a terra das maçãs e peça uma sobremesa feita com elas.

Monte Saint-Michel no inverno

Monte Saint-Michel no inverno: A panqueca do restaurante La Mère Poulard

4) Monte Saint-Michel no inverno: O ecossistema

O Mont Saint-Michel tem um ecossistema único, com centenas de espécies diferentes, de plantas a pássaros. Eles são encontrados na pequena ilha de Tombelaine. Agora ela é desabitada, mas algumas ruínas ainda estão por lá. Tombelaine é uma reserva natural para aves, sendo um refúgio para cerca de 35 mil gaivotas. Para conhecer a ilha demora um pouco: São cerca de 40 minutos para chegar em Tombelaine partindo do Monte Saint-Michel.

Monte Saint-Michel no inverno

Monte Saint-Michel no inverno: Ilha Tombelaine ao fundo

 

A maioria dos turistas não dormem no Monte Saint-Michel no inverno e voltam pouco antes de escurecer para Paris. Mas, a experiência é única e ao dizer adeus à ilha é possível vê-la tomar conotações cinzas e as ondas quebrando na margem do monte. Aproveite sua viagem para a Europa e viva uma experiência difereciada! No nosso blog temos várias dicas sobre como curtir sua viagem de férias pela França clicando aqui e assim voltar para casa com uma mala de aventuras. Ah! Não esqueça de conferir as novidades do nosso iglu e viaje com roupas e acessórios que vão aquecer o seu inverno. Até mais! ⛄❄

*Inspirado pelo episódio 7×01 de House M.D e com informações do Tripadvisor e da linda Gabriela Sousa, que viajou para o local e contou tudinho para a gente ?

    Leave a Reply