Instagram

Instagram has returned invalid data.

Siga o Mamute!

Amsterdam Holanda

O que fazer em Amsterdam em 5 dias, com ida a Zaanse Schans

28 de junho de 2020
O que fazer em Amsterdam

Vai viajar para Amsterdam pela primeira vez e está confuso(a) para montar o melhor roteiro de viagem? Quer conhecer bem a cidade, mas possui apenas cinco dias para explorar a capital holandesa? Então esse post é para você! A Oficina de Inverno traz, neste guia, os principais pontos turísticos de Amsterdam que você precisa conhecer na cidade. Nesse sentido, você encontrará um roteiro essencial com o que fazer em Amsterdam em 5 dias, com o básico e algumas dicas extras para conhecer Amsterdam do jeito certo.

Assim, neste guia você vai encontrar:

  • O roteiro de 4 dias em Amsterdam;
  • Bate e volta até a charmosa vila de Zaanse Schans;
  • Sugestões bônus de roteiro nas cidades de Roterdã, Haia e Urecht;
  • Outras informações úteis sobre a Holanda.

A Mamute Júlia Evangelista, cofundadora da Oficina de Inverno, viajou como correspondente no início do ano para Amsterdam e mostrou os melhores momentos da viagem em nosso perfil no Instagram – confira aqui. O roteiro que você lerá hoje contém muitas dicas dela, de viajante para viajante. Além disso, ela deixa a dica: “Amsterdam é uma cidade muito boa para caminhar. Quem gosta de caminhar sem destino pode tirar uma tarde para bater perna que sempre encontrará lojas legais, restaurantes legais, ruas legais”.

A escolha do roteiro foi feita priorizando experiências na cidade. Amsterdam é assim. Aproveitar cada passeio com calma, caminhar sem rumo pela cidade, fazer os passeios clichês, mas maravilhosos, fazem parte dessa experiência. E é muito melhor que empilhar vários locais no roteiro e não aproveitar bem nenhum deles. Por isso, o nosso roteiro prioriza o slow travel, a verdadeira arte de viajar sem pressa, mesmo com poucos dias à disposição.


O que fazer em Amsterdam em 5 dias

Amsterdam é uma cidade multicultural, com muito para ver e fazer: entre espaços culturais, como museus e galerias de arte, passeios de barco e bicicleta, casas de shows e baladas, bons parques e restaurantes indonésios por toda parte. Entretanto, a cidade não é uma metrópole e também não é superpopulosa: cerca de 800 mil pessoas vivem na capital holandesa. Aliás, uma curiosidade é que, apesar de Amsterdam ser a capital da Holanda, Haia é a sede do governo. Além disso, acredite ou não, Países Baixos é o verdadeiro nome do país. Todavia, seguiremos chamando de Holanda por ser o nome pelo qual é mais conhecido.

Os quatro primeiros dias do nosso roteiro estão destinados exclusivamente a explorar Amsterdam. Caminhe, ande de bicicleta, aproveite a cidade da melhor forma que puder! No quinto e último dia de viagem você vai fazer um bate e volta até a charmosa vila Zaanse Schans.

O deslocamento na cidade para fazer o roteiro também é super tranquilo. A Mamute Júlia conta: “o transporte público em Amsterdam é muito bom e fácil! Comprei o passe para usar ilimitado. Tem para 24h, 48h, 72h… mas se você comprar o “I Amsterdam Card”, que é um cartão turístico que dá acesso a vários museus, atrações e descontos em restaurantes, o transporte ilimitado já está incluso também”.

Roteiro 1º dia em Amsterdam: para se ambientar na cidade

Para o primeiro dia na Holanda, vale a pena fazer alguns passeios turísticos famosos, como andar de barco pelos canais e ver as flores no mercado.

1. Passeio de barco

Comece a viagem por Amsterdam conhecendo a cidade por um outro ponto de vista, literalmente. O passeio pelos canais é um must visit na cidade. Simplesmente imperdível e uma boa forma de passar por alguns dos principais pontos da cidade para se ambientar. Caso tenha comprado o I amsterdam City Card, você ganha um passeio de barco gratuito – vale a pena aproveitar! Caso não tenha o cartão, você pode ver outras formas de fazer o passeio, é bem simples.

2. Bloemenmarkt

O Mercado de Flores Bloemenmarkt é o mais famoso do tipo em Amsterdam e vale a pena dar um pulinho até lá. Afinal de contas, não é por acaso que a Holanda é mundialmente conhecida por sua produção de flores. São tantas e tão bonitas que não dá vontade de ir em embora!

Endereço: Singel, 1012 DH Amsterdam, Países Baixos

3. Walking Tour

Reserve a tarde inteira para esse tour, que vai te levar pelas principais áreas de Amsterdam. A Mamute Júlia recomenda o passeio: “o walking tour foi um tour pela parte central/histórica da cidade. Foi bem legal para conhecer mais a história, fiz com a Amsterdani (@amster.dani). Recomendo muito para quem gosta de conhecer a cultura do destino. Aprendi bastante”.

4. Termine o dia no Foodhallen

Para fechar o dia, visite o Foodhallen, uma espécie de praça de alimentação bastante badalada. O local foi inaugurado em 2014 na galeria De Hallen e hoje é um dos points da cidade. Uma boa especialmente se você está viajando com amigos. Por lá, você vai encontrar opções diversas, incluindo veganos e vegetarianos.

Endereço: Bellamyplein 51, 1053 AT Amsterdam, Países Baixos
Site: https://foodhallen.nl/amsterdam


Roteiro 2º dia em Amsterdam: museus de Amsterdam

Para o segundo dia, o roteiro está direcionado aos museus da cidade. A Museumplein reúne bons e importantes museus da cidade que você não pode deixar de conhecer. Por isso, continue a leitura e confira o roteiro do 2º dia em Amsterdam!

1. Van Gogh Museum

Pontos turísticos de Amsterdam

O que fazer em Amsterdam: Van Gogh Museum

O primeiro ponto da viagem para já começar o roteiro em grande estilo é o Van Gogh Museum, em homenagem ao pintor holandês. O museu abriga a maior coleção de obras de Vincent van Gogh e foi idealizado pelo sobrinho de Van Gogh, mais de 70 anos após a morte do artista.. O museu é dividido cronologicamente pelas fases artísticas de Van Gogh, que aconteceu entre seus 27 e 37 anos. Uma das coisas tristes a respeito da história do pintor é que ele não teve a oportunidade de ver o seu trabalho ficar conhecido, já que faleceu antes de ficar famoso, aos 37 anos.

Para visitar o Van Gogh Museum, você precisa comprar a entrada on-line com antecedência. É necessário marcar o dia e o horário de entrada pela internet. Caso você tenha comprado o “I Amsterdam Card”, a entrada ao Van Gogh Museum está inclusa. Você levará, em média, 2 horas para ver tudo no museu, que é bem interativo. Eles também disponibilizam áudio guia em português, por 5 euros.

A dica da Mamute Júlia é agendar o primeiro horário do dia. E a guia Daniela Garcia (@amster.dani) complementa que pegar o primeiro horário, às 9h, é interessante porque está bem mais vago. A partir das 10h30 o museu começa a ficar lotado. Vale lembrar também que não é permitido fotografar o acervo.

Endereço: Museumplein 6, 1071 DJ Amsterdam, Países Baixos
Telefone: +31 20 570 5200
Site: https://www.vangoghmuseum.nl/pt/planeje-sua-visita

2. Concertgebouw

Saindo do Van Gogh Museum, se você curte música clássica, pode visitar o Concertgebouw, a sala de concertos de Amsterdam e uma das melhores do mundo. Às quartas-feiras, o local realiza os ensaios de almoço da orquestra e a entrada é gratuita. Para conseguir o ingresso, basta chegar na fila que começa às 11h30 – é bom chegar um pouco antes, pois os tickets são limitados. A apresentação começa às 12h30 e a programação é diferente a cada semana. Se você quiser assistir a um espetáculo completo, basta acessar aqui para saber mais.

Caso não goste desse tipo de passeio, pode pular para o ponto 3 do nosso roteiro em Amsterdam.

Endereço: Concertgebouwplein 10, 1071 LN Amsterdam, Países Baixos
Site: https://www.concertgebouw.nl/en/

3. Stedelijk Museum

Museus em Amsterdam

O que fazer em Amsterdam: Stedelijk Museum

Ao lado do Van Gogh Museum você vai encontrar o Stedelijk Museum. Após almoçar, vale a pena conhecer o local que é o maior museu de arte moderna e contemporânea da Holanda. Localizado na Praça dos Museus e inaugurado em 1874, inicialmente funcionava no Rijksmuseum. No ano seguinte à inauguração, a coleção do Stedelijk passou para uma sede própria. Ali por volta de 1920 o Museu, que antes tinha uma coleção em outros estilos, passa a concentrar-se na arte moderna e contemporânea. O museu passou um tempão fechado por problemas estruturais e foi reaberto em 2012. Para quem curte museus de arte, é uma boa pedida!

Endereço: Museumplein 10, 1071 DJ Amsterdam, Países Baixos
Telefone: +31 20 573 2911
Site: https://www.stedelijk.nl/en

4. Rijksmuseum

O que fazer em Amsterdam

O que fazer em Amsterdam: Rijksmuseum

Outro museu muito importante de Amsterdam é o Rijksmuseum, o Museu Nacional, também localizado na Praça dos Museus. O local concentra um acervo de artes e história, especialmente da Holanda, e recebe milhões de visitantes todos os anos. Você vai notar a semelhança arquitetônica com a Estação Central e o motivo é que os dois locais foram projetados pelo mesmo arquiteto. Não muito longe dali fica o museu Heineken Experience, que é bem interativo. Se você se interessa por esse tipo de atração, pode ser uma boa ir até lá.

Endereço: Museumstraat 1, 1071 XX Amsterdam, Países Baixos
Telefone: +31 20 674 7000
Site: https://www.rijksmuseum.nl/en

5. Moco Museum

Outro museu na categoria arte moderna e contemporânea é o Moco Museum. O espaço é relativamente novo – especialmente se comparado com os outros da região -, tendo sido inaugurado em 2016. No acervo, artistas como Andy Warhol, Jeff Koons, Keith Haring, além dos Gêmeos, a dupla de grafiteiros do Brasil. Para fechar o dia, aproveite para bater pernas pela região e conhecer outros pontos da cidade. Se estiver com fome, não muito longe dali, uma boa pedida é o Sampurna, para provar um rijsttafel completo, comida indonésia com influência holandesa.

Endereço: Honthorststraat 20, 1071 DE Amsterdam, Países Baixos
Telefone: +31 20 370 1997
Site: https://mocomuseum.com/pt/

Tudo sobre a Holanda


Roteiro 3º dia em Amsterdam: Casa de Anne Frank, Dam Square e áreas vizinhas

O terceiro dia é marcado por importantes pontos da cidade, como a Casa de Anne Frank e a Dam Square. São pontos emblemáticos da cidade e não podem faltar no seu roteiro!

1. Casa de Anne Frank

A Casa de Anne Frank não é a sua residência. Na verdade, é o local onde ela e a família se esconderam durante a Segunda Guerra Mundial. Como se sabe, os nazistas perseguiam os judeus, além de negros, gays, entre outros. A família de Anne, judia, foi abrigada em um anexo de um prédio e ajudada por Miep Gies (entre outras pessoas), funcionária de Otto Frank, pai de Anne.

Na visita à Casa de Anne Frank (conheça a história dela aqui) você terá oportunidade de conhecer mais dessa história da menina judia que morreu em um campo de concentração após o esconderijo da família ser descoberto. Você pode fazer uma visita virtual ao anexo secreto de Anne Frank neste link. Para saber mais sobre essa vida escondida pelo ponto de vista da própria Anne, você pode ler o livro dela, “O Diário de Anne Frank“, publicado pelo pai anos após a sua morte.

Dica da Mamute Júlia: “colocar a Anne Frank House pela manhã é minha grande indicação. Você não pode atrasar de jeito nenhum, então acho mais fácil ser a primeira coisa do dia para não ocorrer imprevisto. É preciso comprar o ingresso com antecedência, mas eles deixam 20% dos tickets para comprar no dia, mas é muito inseguro porque pode ser um dia concorrido. Por isso, sugiro fortemente comprar com antecedência”.

Endereço: Westermarkt 20, 1016 GV Amsterdam, Países Baixos
Telefone: +31 20 556 7105
Site: https://www.annefrank.org/en/

2. Dam Square

Uma das principais praças da cidade concentra importantes pontos turísticos, então facilita a turistagem. Essa praça tem grande relevância histórica e é bastante movimentada. Ali na Dam você vai conhecer:

  • Palácio Real
Roteiro 5 dias em Amsterdam

O que fazer em Amsterdam: Palácio Real

O prédio funcionou primeiro como a prefeitura e foi transformado em palácio por Luís Bonaparte. Por fora, ele não tem o estilo que vem à mente quando pensamos em palácios, mas é bastante importante para a cidade. A família real não vive ali, mas o local recebe visitantes em viagens oficiais ao país. Para visitá-lo, não deixe de checar os dias e horários de funcionamento no site oficial. É preciso agendar a visita e comprar o ingresso com antecedência.

Endereço: Nieuwezijds Voorburgwal 147, 1012 RJ Amsterdam, Países Baixos
Telefone: +31 20 522 6161

  • Nieuwe Kerk
O que fazer em Amsterdam em 5 dias

O que fazer em Amsterdam: Nieuwe Kerk – Foto: By Diego Delso, CC BY-SA 4.0, https://commons.wikimedia.org/w/index.php?curid=51216297

A Nieuwe Kerk é a Igreja da Monarquia, também situada na praça Dam. A visita ao local está incluída no I Amsterdam City Card. Caso não tenha adquirido o cartão, é preciso pagar o ingresso para entrar na igreja.

Endereço: De Dam, 1012 NL Amsterdam, Países Baixos
Telefone: +31 20 626 8168
Site: https://www.nieuwekerk.nl/en/

  • Monumento da Guerra

Amsterdam não tem muitos monumentos, mas esse tem uma grande importância pelo que representa: foi construído em homenagem às vítimas da Segunda Guerra Mundial. O grande obelisco fica no centro da praça Dam. Todos os anos, no dia 4 de maio, é realizada ali uma cerimônia em lembrança aos mortos.

3. Parada para o almoço

Aproveite para conhecer a Little Italy, distante alguns quarteirões da Casa de Anne Frank. Por lá, conforme o nome sugere, há muitos restaurantes italianos que valem a pena conhecer.

4. 9 Straatjes

As “9 ruazinhas” em bom português é uma atração turística formada, como o nome bem diz, por nove ruas. O legal desse roteiro é conhecer melhor a região a pé, coisa boa de se fazer em uma cidade como Amsterdam. Ali você vai encontrar também muitas galerias de arte, cafés, brechós, sebos, entre outros. Veja o mapa abaixo:

Atrações turísticas de Amsterdam, na Holanda

O que fazer em Amsterdam: 9 Straatjes

Site: https://de9straatjes.nl/en/home

5. Casa de Rembrandt

A Casa de Rembrandt (Rembrandthuis) é um museu dedicado à vida e obra do pintor holandês, que viveu e criou suas obras no século XVII. Ali também era o seu local de trabalho onde ele morou por 20 anos. Por lá, você vai encontrar não só as obras de Rembrandt, como uma atmosfera que irá lhe transportar para a época que ele viveu. Isso graças à decoração com móveis e objetos desse período. A entrada para quem possui o I Amsterdam City Card é gratuita.

Endereço: Jodenbreestraat 4, 1011 NK Amsterdam, Países Baixos
Telefone: +31 20 520 0400
Site: https://www.rembrandthuis.nl/?lang=en

6. Aproveite a vida noturna de Amsterdam!

Ali pertinho das 9 ruazinhas fica a praça Leidseplein, que concentra muito da vida noturna em Amsterdam. Aproveite para conhecer a região e curtir a noite da cidade. Você pode, por exemplo, assistir a algum espetáculo no teatro Stadsschouwburg, o Teatro Municipal de Amsterdam. Outras opções são o Paradiso e o Melkweg. Além disso, há muitas opções de restaurantes nos arredores.


Roteiro 4º dia em Amsterdam: Vondelpark e Jordaan

O roteiro do quarto dia está concentrado na região do bairro Jordaan, um dos mais legais de Amsterdam. Você já passou pela região ao visitar a Casa de Anne Frank e as 9 Straatjes.

1. Vondelpark

Comece o dia no Vondelpark, o parque mais famoso de Amsterdam. Ao chegar lá você vai entender o porquê. O local é agradável em qualquer estação do ano. O ideal é passar um tempo por lá, fazer uma caminhada pelo parque ou pegar uma bike para andar por ali. Não visite o espaço com pressa: não vale a pena.

2. Noordermarkt

Outra praça bem conhecida na cidade é a Noordermarkt no bairro Jordaan. Ali também são realizados mercados de rua em alguns dias da semana. Além disso, nas imediações você vai encontrar o café Winkel 43, com a famosa torta de maçã que falamos no post sobre a culinária holandesa – confira aqui!

Endereço: Noordermarkt 42B, 1015 NA Amsterdam, Países Baixos
Site: https://www.noordermarkt-amsterdam.nl/en/home-en

3. Tour de bicicleta e jantar no Jordaan

Continuar o passeio em um dos bairros mais legais de Amsterdam é uma boa opção para fechar este quarto dia de viagem. Após visitar o Noordermarkt, aproveite para passear sem rumo às margens dos diversos canais que estão concentrados em Jordaan. Por ali você vai ver também as casas flutuantes. Pode aproveitar, inclusive, para fazer o tour de bicicleta – a cara de Amsterdam! A dica da Mamute Júlia é ter cuidado se optar por fazer o tour de bicicleta, porque a concentração delas na cidade é imensa e é preciso atenção. Entretanto, se você busca uma experiência mais local e gosta muito de andar de bicicleta, vale muito a pena.


Roteiro 5º dia em Amsterdam: bate e volta até Zaanse Schans

O último dia da viagem é dia de visitar a vila dos moinhos, Zaanse Schans. A cidade fica a cerca de 1h de Amsterdam, perfeita para um bate e volta. O combo clichê holandês está presente ali, mas isso não torna a vila desinteressante. É justamente isso que faz dela tão especial! É como uma viagem no tempo. Muito do que se vê ali hoje foi transportado para o local, que foi criado como um museu ao ar livre.

A Mamute Júlia conta que foi a melhor parte da viagem à Holanda e que adorou conhecer o local. Por lá, além dos famosos moinhos de vento, museus, fábricas de queijo e de klompen (aqueles tamancos de madeira típicos). Para o seu roteiro (que você encontra o mapa aqui) deixamos algumas opções de visitação, mas aqui vale o mesmo de Amsterdam: bater pernas pelo vilarejo e escolher o que mais deseja ver.

1. Zaans Museum

Na entrada da área que você irá conhecer na viagem fica o Zaans Museum, que reconta a história do lugar. O legal de começar a viagem por este ponto é que você vai se ambientar e conhecer melhor como funciona tudo ali e porque as coisas são como são por lá.

Endereço: Schansend 7, 1509 AW Zaandam, Países Baixos
Telefone: +31 75 681 0000
Site: https://zaansmuseum.nl/en/

2. De Windhond

Em Zaanse Schans há vários moinhos e cada um deles é (ou era) usado para uma finalidade específica. No caso do moinho De Windhond é um moinho menor usado para processar areia.

3. Kooijman Wooden Shoe Workshop

Outro ponto importante é a fábrica de sapatos de madeira, os clogs. A fábrica é um empreendimento familiar que conserva essa famosa tradição holandesa. A produção artesanal do passado é mantida e você pode acompanhar o processo durante a visita e até comprar o seu tamanco de madeira, caso queira!

Endereço: Kraaienest 4, 1509 AZ Zaandam, Países Baixos
Telefone: +31 75 617 7121
Site: http://www.woodenshoes.nl/en

4. Fábrica de queijos Catharina Hoeve

Um dos espaços mais movimentados da vila, a fábrica de queijos Catharina Hoeve é um ponto imperdível nesse tour por Zaanse Schans. Ali são produzidos vários tipos de queijo, a exemplo do famoso e delicioso gouda.

Endereço: Zeilenmakerspad 5, 1509 BZ Zaandam, Países Baixos
Telefone: +31 75 621 5820

5. Museum Shop Albert Heijn

O que fazer em Zaanse Schans

O que fazer em Zaanse Schans: Museum Shop Albert Heijn – Foto: Public Domain, https://commons.wikimedia.org/w/index.php?curid=19338

A cadeia de supermercados holandesa possui um museu pra chamar de seu em Zaanse Schans. Essa rede é bastante conhecida e tem diversas filiais espalhadas pela Holanda. Ali, no museu, vemos a reconstrução de uma versão mais antiga do mercado.

Endereço: Kalverringdijk 5, 1509 BT Zaandam, Países Baixos
Telefone: +31 75 616 9619
Site: https://albertheijnerfgoed.nl/

6. Windmill Cruises

Para fechar a visita a Zaanse Schans, que tal um passeio de barco? Vale a pena fazer o tour e ver a pequena vila por um outro ponto de vista.

Endereço: Kalverringdijk 21A, 1509 BT Zaandam, Países Baixos
Telefone: +31 75 303 0020
Site: https://windmillcruises.nl/en/

Como chegar em Zaanse Schans a partir de Amsterdam

Conforme dissemos, o transporte público em Amsterdam é bastante eficiente e para ir até Zaanse Schans é muito fácil. Você pode ir de ônibus, pegando o ônibus da linha 391 na Estação Central. Basta descer do ônibus na última parada, que você estará na entrada da vila. Essa opção é um pouco mais cara que o trem, mas vale a pena!

Para quem prefere ir de trem, basta embarcar também na Estação Central, pegando o trem para Uitgeest. Desembarque na estação Zaanse Schans e caminhe até a vila, que fica a cerca de 20 minutos da estação de chegada.

Como fazer a mala de inverno compacta


Roteiro bônus: para quem deseja passar mais dias na Holanda

Os cinco dias de viagem são pouco e você deseja conhecer outras cidades da Holanda? É pra já! Deixamos abaixo três opções de cidades famosas em terras holandesas que vale a pena visitar. São elas: Rotterdam, Haia e Urecht.

  • Rotterdam

Rotterdam (Roterdã) é uma das cidades mais encantadoras da Holanda. Localizada a aproximadamente 80 km de Amsterdam, é uma das principais cidades do país. Bem mais moderna que a capital holandesa, é uma boa opção para um bate e volta (caso tenha menos tempo) ou uma viagem mais longa, conectada com paradas em outras cidades. Embora exista uma grande rivalidade entre Amsterdam e Rotterdam, você pode (e deve!) o que de melhor as duas tem a oferecer. Por lá, para além dos pontos turísticos mais famosos, vale a pena conhecer o Fenix Food Factory, uma espécie de mercado/armazém com o melhor da produção local. Dê também um pulinho até as Casas Cubo. Saiba mais sobre Rotterdam aqui.

  • Haia

Conforme dissemos no início deste post, Haia é a sede do governo dos Países Baixos e uma boa opção para incrementar o seu roteiro no país. Localizada a cerca de 50 minutos da Estação Central de Amsterdam, Haia é outra boa opção para um bate e volta a partir da capital holandesa. Entre os pontos turísticos, a Biblioteca Pública e os museus Escher in het Paleis e Panorama Mesdag são alguns destaques de Haia. Saiba mais sobre Haia aqui.

  • Urecht

Distante cerca de 30 minutos da Estação Central de Amsterdam, Utrecht é outro must visit no país. A torre Domtoren é um dos destaques de Utrecht e pode ser vista de diversos pontos do centro da cidade. Aliás, os canais de Utrecht e o centro histórico são pontos imperdíveis e devem estar presentes em qualquer roteiro que se preze da cidade. Saiba mais sobre Urecht aqui.


Outras informações úteis sobre Amsterdam e a Holanda

Gostou de saber o que fazer em Amsterdam? Então acompanhe as nossas dicas de viagem também pelo Instagram. O nosso perfil por lá é @oficinadeinverno.

    Leave a Reply